Publicidade

Posts com a Tag Selección

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012 Boca Juniors, Copa Libertadores da América, Seleção | 01:23

Numa partida “aburrida”, Boca não sai do zero

Compartilhe: Twitter

Boca Juniors estreou mal. Tanto pelo resultado – empate em zero a zero com o fraco Zamora, da Venezuela – quanto pelo futebol (não) apresentado. Como tentei alertar no texto anterior, esta equipe está longe de ser àquela vitoriosa de outrora, mas ainda assim é um bom conjunto, apesar da partida de hoje mostrar o contrário.

Talvez a necessidade fosse o brilho de uma estrela sequer, esta faltou. Román Riquelme esteve apagado durante toda a partida. Santiago El Tanque Silva desperdiçou talvez a chance mais clara do jogo, ao cabecear na trave, aos 44 minutos do segundo tempo. Cvitanich, Erviti… nada. Enfim, este time carece de individualismo.

As alterações de Julio César Falcione não surtiram o efeito desejado e como diriam os argentinos, esta foi uma partida “aburrida”. No entanto, os venezuelanos tiveram o mérito de anular as jogadas xeneizes e ainda levaram perigo numa cobrança de falta.

Contudo, só resta aos boquenses pegarem mais sete horas de viagem com a cabeça inchada e no dia 7 de março encarar o Fluminense, em La Bombonera. Confira abaixo “os melhores” momentos da partida.

O que você, leitor, achou da partida? Opine!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 7 de setembro de 2009 AFA, Brasil x Argentina, Maradona, Seleção | 15:07

Ressaca

Compartilhe: Twitter

Nunca Maradona foi tão pequeno (Reuters)

De nada adiantou Maradona exibir um vídeo motivador antes da partida, com imagens fortes de pobreza na Argentina e depoimentos emocionantes de familiares dos jogadores de La Selección. Dentro de campo o time jogava afobado, descompassado, tenso – principalmente de depois de tomar o primeiro baque. Levar o jogo para Rosário, abusar das declarações pré-jogo e o próprio vídeo (até o fato de comemorar tropeços dos adversários diretos) elucidam um pouco esta derrota: a derrota de um time perdido, com um treinador que acredita poder vencer com menos esquema de jogo e mais pirotecnia extra-campo.

Na coletiva de imprensa, vimos um El Pibe abatido, ainda um pouco atordoado pela “sacolada” técnica e moral sofrida há pouco, respondendo as perguntas perdidas dos também atordoados jornalistas hermanos… Agora entendo as repetidas negativas de Zico: “A última coisa que eu quero no mundo é ser técnico do Flamengo.” A expectativa é muito grande… Se Dios não nos salvar, quem é que vai?

Se a ressaca de cachaça boa brasileira já deu essa dor de cabeça, imagine só uísque paraguaio, adversário de quarta-feira da Argentina…

ARGENTINA 1 X 3 BRASIL

Data: 05/07/2009
Local: Estádio Gigante de Arroyito (Rosário-ARG)
Árbitro: Óscar Ruiz (Colômbia)
Gols: Luisão 23′, Luís Fabiano 30′, Dátolo 65′ e Luís Fabiano 67′

ARGENTINA: Andújar; Zanetti, Sebá Dominguez, Otamendi e Heinze; Mascherano, Verón, Dátolo e Máxi Rodríguez (Agüero); Messi e Tevez (Milito). Técnico: Diego Armando Maradona
BRASIL: Júlio César; Maicon, Luisão, Lúcio e André Santos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano (Daniel Alves) e Kaká; Robinho (Ramires) e Luís Fabiano (Adriano). Técnico: Dunga

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 18 de agosto de 2009 AFA, Sem categoria | 19:10

Eles conheceram o terreno

Compartilhe: Twitter

Maradona reconhece o campo de batalha/AFP

Rosário, terça-feira, por volta das 17h. O técnico de La Selección argentina Diego Maradona entrava no gramado do estádio Gigante de Arroyito, palco do confronto Argentina X Brasil, válido pelas Eliminatórias da Copa de 2010, no dia 5 de setembro.

El Pibe d’Oro caminhou por 20 minutos no gramado. Foi aos dois gols, tateou as traves. Ao final, disse em bom espanhol: “La cancha está bárbara”. Não é preciso tradução, não é mesmo?

O estádio do Rosario Central comporta até 40 mil torcedores e, com absoluta certeza, vai se inflamar no dia 5. Esperamos uma nova Batalha de Rosário, só que desta vez, mais na bola, por favor!

Autor: Tags: , , , , , , ,