Publicidade

Posts com a Tag Rosario Central

terça-feira, 23 de agosto de 2011 Apertura | 00:53

Apertura, fecha 3: Resultado

Compartilhe: Twitter

Ao término da terceira fecha do Apertura, cinco equipes estão na liderança do torneio – Boca Juniors, Vélez Sarsfield, Racing, Colón e Lanús – com sete pontos. E ainda que isso seja prematuro, o Fortín segue como sério candidato a manutenção do título. Todavia, Lanús, novamente, segue na corrida, assim como o Racing e Boca Juniors. No entanto, outras equipes não podem ser desprezadas, ainda.

Dentre os recém promovidos, o Atlético Rafaela tem apresentado o futebol mais eficiente. Talvez, até aqui, Godoy Cruz e Estudiantes são as equipes que mais têm decepcionado, não só pelos resultados pífios, mas também pelo futebol (não) apresentado.  

Contudo, o que de fato foi decepcionante foi a média de gols desta rodada, com 1,5 gols por partida. Nem os dois artilheiros Mauro Mattos, do All Boys, e Teófilo Gutiérrez, do Racing – com três gols cada -, muito menos os cinco líderes foram suficientes para sanar a escassez de tentos. Tendência ou ineficácia? Para mim, os dois. 

Resultados da rodada:

Arsenal 0 x 1 Vélez Sarsfield
San Martín SJ 0 x 0 Lanús
San Lorenzo 3 x 1 Argentinos Juniors
Independiente 1 x 0 Estudiantes
All Boys 1 x 2 Atlético Rafaela
Tigre 2 x 1 Godoy Cruz
Newell’s Old Boys 0 x 1 Boca Juniors
Banfield 0 x 1 Racing
Olimpo 0 x 1 Colón
Unión 0 x 0 Belgrano

Na B Nacional, River Plate e Rosario Central são os líderes, com seis pontos em duas partidas.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 30 de junho de 2011 B Nacional, Clausura, Promoción | 18:11

Chau Gimnasia, chau Schelotto

Compartilhe: Twitter

Despediu-se mais um ídolo: Schelotto.

Despediu-se sem as honras que lhe cabiam. Nem mesmo o objetivo pessoal foi alcançado. Mas ninguém dúvida do quanto ele foi guerreiro. Guillermo Barros Schelotto, 37 anos, voltou ao clube que o revelara com a única missão de ajudar a equipe a livrar-se do rebaixamento, jogou sem receber, por escolha própria, doou os últimos esforços – que ainda possuía – de uma carreira vencedora, mas não foi o suficiente.

O Gimnasia y Esgrima de La Plata, acostumado a livrar-se do descenso via Promoción, neste ano, não pôde contar com outro milagre e nem mesmo a transcendência do seu ídolo. Após perder o primeiro confronto por 1 a 0 (assista ao gol), para o San Martín de San Juan, os Lobos platenses empataram a segunda partida em 1 a 1, e despediram-se da Primera División. O retorno a B Nacional, depois de 27 anos, será sem o Mellizo.

Enfim, foi-se outro guerreiro, foi-se outro “grande”. Todavia, as quatro equipes que disputaram a B Nacional conseguiram o ascenso: Atlético Rafaela – que nos últimos dois anos, perderam para o Gimnasia na Promoción -, Unión, Belgrano e San Martín de San Juan.

Veja os gols da partida:

E os clássico?

Com o descenso do River Plate, Gimnasia y Esgrima e Huracán, alguns dérbis tradicionais do futebol argentino deixarão de serem disputados. Por exemplo, o Superclásico: River Plate x Boca Juniors; San Lorenzo x Huracán; Clásico platense: Gimnasia y Esgrima x Estudiantes. No entanto, restarão o Clásico de Avellaneda: Independiente x Racing; Clásico Santafesino: Colón x Unión; e Clásico del Sur: Lanús x Banfield.

Na última temporada, o descenso dos Canallas já deixaram os órfãos rosarinos sem o tradicional Clásico Rosarino: Newell’s Old Boys x Rosario Central. Na B Nacional, Chacarita Juniors x Atlanta.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 10 de maio de 2011 B Nacional, Rosario Central | 15:35

Rosário Central: Entre a irregularidade e os números

Compartilhe: Twitter

Se há uma coisa que o Rosário Central tem prezado nestes últimos cinco anos é pela irregularidade. Irônico, mas não leviano. Vide as últimas campanhas na Primera División que culminaram no descenso da equipe. Entretanto, novamente a tal irregularidade se faz presente e deixa em dúvida o acesso dos Canallas à elite. E os números mostram isso, ainda mais do que o futebol da equipe.

Bandeira dos hinchas Canallas.

Desde o início da B Nacional os rosarinos já tiveram três técnicos. O primeiro deles foi Mostaza Merlo, que foi pouco eficiente e ficou apenas 12 partidas somando 16 pontos – quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Sem conseguir impor seu trabalho, renunciou. Na sequência, chegou um treinador especialista em Ascenso: Héctor Rivoira, que chegou credenciado por três promoções: Chacaritas Jrs, em 99, Instituto, em 04, e Atlético Tucumán, em 09. Entretanto, em 14 partidas conseguiu apenas 17 pontos – com cinco vitórias, dois empates e sete derrotas. Também não conseguiu impor sua metodologia e procurou novos ares.

Todavia, após duas tentativas frustradas, o presidente Noberto Speciale resolveu apostar em algo mais lúdico do que racional. Assinou com Omar Palma, ídolo Canalla, que depois da aposentadoria atuou na carreira política – de 2005 a 2009 – e está tendo sua primeira experiência como treinador de futebol. No entanto, sua ligação afetiva com o clube o credencia, ao menos, assim pensa Speciale.

Em três partidas – duas vitórias e uma derrota -, Palma revolucionou o plantel. Afastou o arqueiro Jorge Broun, o extremo Kili González e o atacante Lucho Figueroa, este último artilheiro da equipe com dez gols. Ambos por motivos de rendimento em campo. Resultado no jogo seguinte, repleto de juvenis e atletas de menor expressão: vitória, de virada, ante Chacarita Jrs. De lá para cá foram seis rodadas, nelas Central somou dez pontos – três vitórias, um empate e duas derrotas. E pela frente mais seis partidas, dessas quatro são adversários diretos e dois lutam contra rebaixamento.

Equipe sai cabisbaixa após o frustrante empate ante Instituto, na última rodada.

Nas últimas duas temporadas, o último que disputou a Promoción se classificou com 62 ou 63 pontos. Para alcançar tais números o Central necessitaria de 21 pontos, embora só tenha condições de alcançar 18, ou seja, terá de vencer todas daqui por diante e torcer por combinações de resultados. Vale salientar que este número pode ser variável.

Ao final da 32ª fecha, os rosarinos encontram-se na nona posição, com 43 pontos conquistados em 96 disputados – 12 vitórias, sete empates e 13 derrotas -, ou seja, com aproveitamento de 44,79%. Atualmente, a equipe está a seis pontos do último classificável a Promoción e um dos favoritos a vaga, Atlético Tucumán, adversário da próxima rodada, no Gigante de Arroyito. Talvez o jogo mais importante da temporada.

Portanto, se apegar a mística Canalla é algo válido, Speciale que o diga. Mas o futebol da equipe não dá esperanças para a sonhada classificação. Porém, diante dos números, deixar de lutar não é uma opção válida, mas faz-se necessário se preparar para mais uma temporada na B Nacional. Triste realidade.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 26 de abril de 2011 B Nacional | 17:03

Enquanto isso, na B Nacional…

Compartilhe: Twitter

 

Carrizo, com a 10, cumprimenta Coniglio pelo gol da vitória, do Central.

Para o fim da Primera B Nacional (segunda divisão) faltam apenas oito rodadas. Pode-se dizer que, matematicamente, todas as equipes podem se classificar, no entanto, algumas vezes os números podem disfarçar a realidade. Enfim, quatro equipes despontam como favoritas – Atlético Rafaela, Unión, Atlético de Tucumán e San Martín de San Juan. O Rosário Central segue na briga.

Após bater na trave por dois anos seguidos, o líder Atlético Rafaela apresenta o melhor futebol e é o maior postulante ao Ascenso direto. Nesta última rodada – a 30ª -, derrotou o fraco Chacarita Juniors, com um dos gols marcados por César Carignano, o artilheiro do tornei, com 15 gols. O Chaca segue a cinco jogos sem vencer. Já o Unión, ao perder para o Defensa y Justicia, deixou a Crema abrir três pontos de vantagem, mas continua na briga.

Enquanto isso, na zona de Promoción, o Atlético de Tucumán e San Martín de San Juan brigam ponto a ponto para não perderam espaço para os demais concorrentes. Nesta rodada, fizeram o duelo direto, melhor para o San Martín, que ao vencer abriu quatro pontos pra o rival.

O clássico cordobês – entre Instituto e Belgrano – terminou zero a zero. E apesar do resultado, a partida foi muito tensa, com quatro expulsões – três para o Belgrano e uma para o Instituto. Ambas equipes seguem na lutam pela promoção a quatro pontos do último classificado da zona de Promoción, que é o Atlético de Tucumán.

E ontem, Rosario Central conseguiu a primeira vitória fora de casa no torneio, ante o fraco Independiente Rivadavia, com gol do jovem Fernando Coniglio, e agora está a quatro pontos da última equipe da zona de Promoción, apesar de se encontrar na nona posição. Os Canallas possuem boas chances de se classificar, mas não tem apresentado futebol para isso.

Classificação parcial da B Nacional:

Tabela da B Nacional, após 30 rodada.

Lembrando que os dois primeiros sobem direto, o terceiro e quatro disputam a Promoción, ante o 17º e 18º da Primera Divisón.

Confira aqui a tabela de promédio da Primera División, após 11 fechas.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de setembro de 2009 River Plate | 00:15

Ganó Central ante River: 2-1

Compartilhe: Twitter

Los Millonarios deixam o Gigante de Arroyto

Há três dias, os torcedores que deixavam o Gigante de Arroyto, em Rosário, eram tristes e cabisbaixos. Hoje, boa parte da mesma hinchada teve sua vingança e saiu do estádio vitoriosa, cantando a plenos pulmões. O Rosario Central bateu o River Plate na última partida da terceira rodada do Apertura 2009. Foi a terceira vitória em três jogos do time da casa, que lidera o Apertura ao lado do Vélez, também invicto.

No lado de Los Millonarios, a segunda derrota incomoda. Ainda mais porque o time não vem jogando bem – já havia sofrido para vencer o Chacarita na rodada passada. Nem a estreia de Matías ‘El Pelado’ Almeyda adiantou. O meia veterano (tão veterano que foi trazido diretamente do torneio de masters) até jogou bem, tentou algumas jogadas, mas que não surtiram efeito.

A chapa dos treinadores hermanos está, definitivamente, quente. Néstor Gorosito agora divide com Maradona os sentimentos mais raivosos da torcida (pelo menos, da metade portenha que torce pelo time de Nuñez).

Abaixo os gols da partida e os resultados da Ronda 3 do Apertura 2009:

Apertura 2009 – 3ª rodada
Arsenal 0-0 Racing
San Lorenzo 2-2 Estudiantes
Argentinos 0-0 Lanús
Huracán 0-2 Atlético Tucumán
Independiente 2-0 Godoy Cruz
Boca 1-1 Newell’s
Banfield 1-0 Chacarita
Colón 5-1 Tigre
Gimnasia 0-1 Vélez
Rosario Central 2-1 River

Classificação:
1 Vélez 9 pts
2 Rosario Central 9
3 Estudiantes 7
4 Banfield 7
5 Newell`s 7
6 Independiente 6
7 San Lorenzo 5
8 Boca 5
9 Colón 4
10 Godoy Cruz 4
11 Lanús 4
12 Argentinos 3
13 Atlético Tucumán 3
14 River 3
15 Tigre 3
16 Racing 2
17 Arsenal 1
18 Chacarita 0
19 Huracán 0
20 Gimnasia 0

Autor: Tags: , , , , , ,