Publicidade

Posts com a Tag Racing

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012 Clausura | 02:15

Fecha 1, gols!

Compartilhe: Twitter

Terminou a primeira rodada do Clausura. E ela começou semelhante ao que foi o Apertura: San Lorenzo passando vexame e se consolidando como candidato ao descenso. Boca Juniors não jogando bem, porém sendo eficiente e, melhor, eficaz. Atlético Rafaela mostrando que veio para ficar (e assim espero), Colón, Arsenal, Racing, Belgrano, Banfield, New Old Boys e All Boys jogando um “futebol mais ou menos”.

Por outro lado, Vélez Sarsfield, que apesar da irregularidade que se observou no Apertura e do empate inicial, acredito que tem muito a crescer, assim como também aposto no Estudiantes, que no último torneio foi aquém das expectativas. Lanús foi ótimo, porém pode render mais quando seus principais atletas estiverem em melhores condições. Abaixo seguem os gols e os resultados.

Lanús 4 x 1 San Lorenzo

Boca Juniors 2 x 0 Olimpo

Estudiantes 1 x 1 Newell’s Old Boys

Belgrano 0 X 0 All Boys

San Martín de San Juan 1 x 0 Independiente

Atlético Rafaela 3 x 0 Banfield

Vélez Sarsfield 1 x 1 Godoy Cruz

Racing 0 x 0 Tigre
Argentinos Juniors 0 x 0 Unión
Colón 0 x 0 Arsenal

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012 Clausura | 08:00

Em meio a politicagem, Clausura começa as atividades

Compartilhe: Twitter

Poucos torneios são tão políticos quanto o argentino. Dentre vários exemplos, me utilizarei do mais recente: o campeonato argentino, que começa nesta sexta-feira, mudou de nome. De “Torneio Néstor Kirchner – Copa Malvinas Argentinas”, em 2011, – após a morte do ex-presidente Néstor – para “Primeira Divisão Cruzeiro General Belgrano” – afinal, o assunto em evidência no País é o aniversário de 30 anos da Guerra das Malvinas, aliado ao desejo portenho de retomada do território.

Este é o navio General Belgrano, que deu nome ao torneio.

Mas como assunto é futebol, vamos ao que interessa. Após o título no Apertura, Boca Juniors ganhou moral e alguns reforços pontuais, tornando-se o time a ser batido. Possui um elenco entrosado, mas ainda necessita de um goleador, visto que Santiago Silva não poderá atuar pela nacional.

Vélez Sarsfield, por sua vez, mantém o status de força emergente do futebol local, sendo visto por alguns, inclusive por este que vos escreve, como uma das grandes equipes da Argentina. Com o entrosamento e variação ofensiva, que lhe são peculiar, tem tudo para brigar pelo título.

Com já é de praxe, Estudiantes repatriou diversos atletas, sobretudo os que fizeram parte de tempos áureos: Enzo Pérez, Rodrigo Braña e Mariano Andujar. E pode-se dizer: candidatou-se ou título, mas vale lembrar que o técnico é outro. Juan Sebastián Verón ainda comanda.

Apesar do bom elenco, Racing apresentou um futebol horrendo no Apertura, ainda assim, faturou a segunda colocação do torneio. É uma incógnita. Manteve o homem problema no plantel – Teo Gutiérrez – e trouxe Alfio Basile para comandar. Agora vai rezar para que um de jeito e o outro não faça o de sempre: apronte. Acho difícil.

O Independiente apostou suas pouquissímas fichas – vide a crise financeira – no atacante Ernesto Farías para solucionar seus problemas de gols. Logo, percebe-se que no lado vermelho de Avellaneda as coisas não estão boas e ficar pelo meio da tabela já seria de bom tamanho. Neste bloco devem fazer companhia Belgrano, Argentinos Juniors, Banfield e Colón.

Talvez o Lanús tenha o elenco mais qualificado da Argentina, porém, no Apertura, não conseguiu traduzir isso em números. Agora, terá uma nova chance e eu acredito que tem totais condições de brigar pelo título, principalmente se as lesões deixarem.

San Lorenzo é o grande candidato a rebaixamento. Aposto que cairá direto, se os árbitros deixarem, é claro. Olimpo seguirá seu rumo a B Nacional. Tigre é outro sério candidato, além de All Boys, Unión, Arsenal e Newell’s Old Boys. Destes sete, dois caem direto e dois vão a repescagem. (Façam suas apostas)

O Godoy Cruz que por alguns torneios foi a surpresa fincou suas raízes entre o meio da tabela e o bloco de cima, sempre com campanhas elogiáveis e equipes modestas. Não creio que será diferente. Acredito que conseguirá alguma vaga para competições internacionais. Outra equipe que merece menção é o Atlético Rafaela, que, na minha concepção, foi a surpresa do Apertura, até mais do que o título xeneize. Começou forte e não conseguiu manter-se, acho difícil repetir a campanha, mas acredito que não fará feio.

Ou seja, a politicagem e a emoção, finalmente, estará de volta. Não se preocupem, Cristina Kirchner já foi à ONU reclamar seus direitos sobre a Ilha Malvinas, caso ela consiga algo (o que eu não acredito), em 2013, o mesmo torneio terá novo nome. Enquanto isso, a rodada segue abaixo. Enfim, acompanhe, torça e depois volte aqui para criticar e dividir sua opinião.

Sexta-feira (10)
21h15 Lanús x San Lorenzo
21h15 Boca Juniors x Olimpo

Sábado (11)
19h10 Estudiantes x Newell’s Old Boys
19h10 Belgrano X All Boys
21h15 San Martín de San Juan x Independiente

Domingo (12)
17h Atlético Rafaela x Banfield
19h10 Vélez Sarsfield x Godoy Cruz
19h10 Racing x Tigre
22h10 Argentinos Juniors x Unión

Segunda-feira (13)
22h10 Colón x Arsenal

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 21 de novembro de 2011 Apertura, B Nacional, Boca Juniors, Racing, River Plate, San Lorenzo | 08:00

E se fez a revanche!

Compartilhe: Twitter

Não encontrei uma foto legal de Saja, então, coloquei uma com o que ele provocou.

Apesar de jogar boa parte da partida com dois jogadores a mais, na Bombonera, o Boca Juniors esbarrou em Sebastian Saja e não passou de um empate diante de um Racing, diga-se, perdido em campo. Todavia, o zero a zero pôde ser comemorado por ambos, apesar de que não encontrei ainda motivo algum para o Boca comemorar, vide as circunstância.

Os xeneizes tiveram mais volume de jogo e criaram as chances mais claras da partida. A defesa, manteve-se sólida. A academia, por sua vez, tinha Sebastian Saja. Além disso, apostaram apenas nos contra-ataques, no entanto, a expulsão de Pelletiere, no início do segundo tempo, e de Teo Gutiérrez, no meio, deixou a frágil equipe sem condições de apostar mais alto. Hauche jogou isolado, enquanto, Gio Moreno não conseguiu reeditar seu bom futebol. No fim, parecia que os donos da casa estavam satisfeito com o empate.

Juan Román Riquelme – A ausência de Riquelme, que assistiu ao jogo de camarote, pesou nos lances de bolas paradas. No entanto, a equipe boquense, mesmo sem ele, conseguiu criar inúmeras chances de gols, muitas delas defendidas por Saja, que teve uma apresentação sensacional.

Teófilo Gutiérrez – O fato a ser analisado na partida é a presença do colombiano Teo Gutiérrez. Ou melhor, a não presença. Teo, diga-se, é um bom jogador. Talvez por isso se ache no direito de falar demais e fazer o que lhe der vontade, mas em meio a uma semana atribulada, muito por sua causa, esperava-se mais dele na partida. E tudo que conseguiu fazer foi peitar o árbitro Nestor Pittana, que lhe expulsou. Foi neste momento que percebeu-se a presença dele em campo.

Sebastian Saja – As últimas vezes que o goleiro se deparou com o Boca Juniors, passou por momentos que ele deve querer esquecer até hoje. Isso foi em 2007, na final da Copa Libertadores, o goleiro atuava pelo Grêmio e sofreu cinco gols xeneizes, na soma das suas partidas. Na época, o Boca foi campeão, no estádio Olímpico. Desta vez, atuando pela academia o goleiro parou os xeneizes. Seria a revanche?

Situação – Agora, o Boca, com 33 pontos, segue líder e com os mesmo oito pontos de vantagem sobre o Racing, segundo colocado, com 25. E necessita apenas de cinco pontos em quatro rodadas para sagrar-se campeão do Apertura. Ou seja, o empate deste domingo tardou a comemoração do título.

Passeio millionário na Patagonia

Quando chegou à Puerto Madryn, o River Plate revolucionou a cidade. Atraiu centenas de torcedores e curiosos. E pôde, finalmente, conhecer a B Nacional, em diversos aspectos. Ademais, não tardou em mostrar que sua passagem pela Patagônia não era a passeio, apesar de o jogo ter mostrado que foi. Superior técnica e taticamente, os millionários, no embalo da festa instalada no estádio e arredores, goleou o Guillermo Brown, por 4 a 1. E com direito a doblete de Cavenaghi.

Apesar das duas derrotas já obtidas e do atual segundo lugar na competição, o River não aparenta que permanecerá por muito tempo na Segunda División. É cedo para afirmar isso, fato, mas observando a equipe de Núñez jogar e seus adversários, pouco ou quase nada faz lembrar aquela da última temporada. O que já é um grande feito. Contudo, está longe de ser aquela vitoriosa de outrora.

Ao chegar em Puerto Madryn, River, finalmente, se deparou com a B Nacional. Ao sair… Permaneceu nela.

Ciclón ou cuervos?

Entra temporada, sai temporada e o San Lorenzo segue o mesmo. Isso não é um elogio, ok? Algumas vezes pela pré-temporada outras pelo plantel, o time sempre passa a impressão inicial que “agora vai”. No entanto, logo a impressão inicial deixa de existir e o que sobra é só decepção.

Nesta rodada, ao perder para o Unión, por 1 a 0, e seguir na zona de Promoción, Omar Asad deixou de ser o técnico do ciclón. (Preferi esta alcunha a cuervos, pois, dizem que, os corvos têm o poder de ressurgir. E quando se trata de San Lorenzo, eu não acredito. Já o ciclone, como o próprio nome diz, é cíclico assim como os problemas da equipe, logo, é mais adequado). Em 15 partidas no comando do Turco, o San Lorenzo venceu quatro partidas, empatou três e perdeu oito. Marcou 12 gols e sofreu 17, ou seja, saldo negativo de cinco tentos.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 29 de agosto de 2011 Apertura | 14:25

Apertura, fecha 4: Resultado

Compartilhe: Twitter

A quarta rodada começou com cinco líderes – Boca Juniors, Racing, Lanús, Colón e Vélez Sarsfield -, todos jogaram em casa diante de sua torcida, no entanto, nenhum deles conseguiu vencer e fazer justiça a posição que ocupava. Então, a fecha finalizou com um novo líder, o recém ascendido Atlético Rafaela. A rodada teve média de 1,9 gols por partida.

A Academia recebeu o Arsenal, no Cilindro, mas nem sua condição de líder, muito menos o fator casa foi o suficiente para superar o fraco futebol apresentado e o organizado Viaducto. O zero a zero é reflexo do bom sistema defensivo do Racing e fraco poder ofensivo apresentado pelos visitantes.

O Lanús possui um bom plantel e até aqui conseguiu bons resultados, mas segue devendo o futebol. Diante do Tigre não foi diferente, enquanto, o Matador foi comedido, o Granate foi impotente. Valeri segue fazendo falta.

Por sua vez, Vélez Sarsfield, que havia perdido o artilheiro Santiago Silva, foi batido pelo All Boys, no José Amalfitani. Esta foi a primeiro vitória do Albo no Apertura e a segunda vitória consecutiva, ante o Fortín.

No clássico de Santa Fé, o Colón não conseguiu se reabilitar dos dois gols sofridos antes da metade do primeiro tempo e foi derrota pelo arquirrival Unión, que conseguiu a primeira vitória no Apertura. Foram oito anos de hiato deste dérbi e a festa da torcida no início deu lugar a confusão dos futebolistas no final. Deprimente.

Já no “pseudo dérbi”, Boca Juniors e San Lorenzo empataram em 1 a 1, na Bombonera. Seria um placar comum, se o gol do anfitrião não fosse resultado de uma polêmica jogada. Porém, Tula dava condições de jogo. E o que pode-se dizer da equipe xeneize e que, após diversas campanhas desastrosas, a equipe parece está se ajustando, ao menos em campo.

Contudo, o Atlético Rafaela não parece está muito preocupado com os rivais mais pomposos e mantém a regularidade que o fez se promovido. Em quatro partidas, perdeu uma e venceu três, a vítima da vez foi o Olimpo. Cravar como candidato ao título é precoce, porém a Crema ainda dará muito trabalho, neste Apertura.

Resultados da rodada:

Godoy Cruz 1 x 0 Banfield
Estudiantes 2 x 2 San Martín SJ
Racing 0 x 0 Arsenal
Lanús 0 x 0 Tigre
Atlético Rafaela 3 x 1 Olimpo
Vélez Sarsfield 0 x 1 All Boys
Colón 0 x 2 Unión
Belgrano 2 x 3 Newell’s Old Boys
Boca Juniors 1 x 1 San Lorenzo
Argentinos Juniors 0 x 0 Independiente

Gols da rodada:

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

terça-feira, 23 de agosto de 2011 Apertura | 00:53

Apertura, fecha 3: Resultado

Compartilhe: Twitter

Ao término da terceira fecha do Apertura, cinco equipes estão na liderança do torneio – Boca Juniors, Vélez Sarsfield, Racing, Colón e Lanús – com sete pontos. E ainda que isso seja prematuro, o Fortín segue como sério candidato a manutenção do título. Todavia, Lanús, novamente, segue na corrida, assim como o Racing e Boca Juniors. No entanto, outras equipes não podem ser desprezadas, ainda.

Dentre os recém promovidos, o Atlético Rafaela tem apresentado o futebol mais eficiente. Talvez, até aqui, Godoy Cruz e Estudiantes são as equipes que mais têm decepcionado, não só pelos resultados pífios, mas também pelo futebol (não) apresentado.  

Contudo, o que de fato foi decepcionante foi a média de gols desta rodada, com 1,5 gols por partida. Nem os dois artilheiros Mauro Mattos, do All Boys, e Teófilo Gutiérrez, do Racing – com três gols cada -, muito menos os cinco líderes foram suficientes para sanar a escassez de tentos. Tendência ou ineficácia? Para mim, os dois. 

Resultados da rodada:

Arsenal 0 x 1 Vélez Sarsfield
San Martín SJ 0 x 0 Lanús
San Lorenzo 3 x 1 Argentinos Juniors
Independiente 1 x 0 Estudiantes
All Boys 1 x 2 Atlético Rafaela
Tigre 2 x 1 Godoy Cruz
Newell’s Old Boys 0 x 1 Boca Juniors
Banfield 0 x 1 Racing
Olimpo 0 x 1 Colón
Unión 0 x 0 Belgrano

Na B Nacional, River Plate e Rosario Central são os líderes, com seis pontos em duas partidas.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 19 de agosto de 2011 Apertura, B Nacional, Reflexão | 21:54

Apertura, fecha 3 e “o veto ao veto”

Compartilhe: Twitter

Nos corredores da AFA, o burburinho leva a mais uma ação que “inconscientemente” pode beneficiar ao River Plate: a liberação da torcida visitante. O que é bastante válido para o espetáculo, no entanto, a falta de segurança era a desculpa necessária para o veto. A segurança não melhorou, mas pelo bem maior do futebol, ou de uma grande equipe, as torcidas poderão voltar a cancha do adversário, não do inimigo.

Todavia, ainda não há uma confirmação, mas já na próxima terça-feira uma reunião poderá concretizar o feito. E diga-se de passagem que este tipo de atitude já era prevista desde a confirmação do descenso da equipe Millionária.

Amanhã, no Estádio Bautista Gargantini, do Independiente de Rivadavia, haverá 12 mil lugares para torcedores do River, por opção da própria equipe mendocina. De antemão, das equipes que militam na B nacional, apenas Defensa y Justicia, Almirante Brown e Deportivo Merlo que não possuem condições de comportar torcida rival, se a lei for alterada, terão de encontrar outros campos para mandar seus jogos. Mas pelo bem geral do futebol e, sobretudo, de um grande vale tudo. Don Grondona e seus homens ainda não disseram isso, mas, com certeza, já pensaram.

Abaixo, seguem os confrontos da 3a rodada da Primera División e onde assistí-los. Vale guardar este link e este.

 Sexta-feira (19)
21h15 Arsenal x Vélez Sarsfield (Esporte Interativo)

Sábado (20)
15h San Martín de San Juan x Lanús
17h05 San Lorenzo x Argentinos Juniors
21h15 Independiente x Estudiantes (Esporte Interativo)

Domingo (21)
14h All Boys x Atlético de Rafaela
16h05 Tigre x Godoy Cruz
18h10 Newell’s Old Boys x Boca Juniors (Newell’s Old Boys)
20h15 Banfield x Racing
 
Segunda-feira (22)
19h Olimpo x Colón
21h05 Unión x Belgrano

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 Apertura | 00:52

Apertura, fecha 2: Resultados

Compartilhe: Twitter

O colombiano Teo Gutiérrez foi o homem da vitória da Academia: marcou dois gols e perdeu um pênalti.

A segunda rodada mostrou-se bem mais interessante do que foi a fecha inicial. Não necessariamente pelo futebol vistoso, mas pelos gols, emoções e projeções que começam a surgir. Em termos de gols, não se pode reclamar, esta rodada teve média de 2,6 gols por jogo, apesar dos três empates magros. Boca Juniors, Racing e Vélez Sarsfield voltaram a jogar bem.

O Vélez Sarsfield foi superior ao Banfield durante toda a partida. Mas foi na segunda etapa que mostrou o futebol que o tornou campeão no último Clausura. O placar de 3 a 0 foi um detalhe diante do futebol apresentado pelo Fortín, que foi aplaudido de pé por sua torcida.

Finalmente, Omar Asad pôde comemorar uma vitória pelo San Lorenzo, após cinco partidas. O Ciclón que atravessa uma fase tortuosa almeja, como sempre, o título e, nestas duas partidas do Apertura, apresentou um futebol razoável para tal objetivo. Mas a vitoria de 2 a 0, ante Estudiantes foi importantíssima para as pretensões da equipe.

A volta a La Bombonera foi em grande estilo. Quando o primeiro gol chegou antes de completar um minuto de jogo, a ideia de goleada permeava a cabeça de todos os Xeneizes. A equipe jogou bem, porém não conseguiu ampliar. Na volta do intervalo, o ímpeto diminuiu, mas quando ele voltou a equipe foi incisiva, pior para o Unión, que perdeu por 4 a 0. Ah, os Boquenses não deixaram de “homenagear” o River Plate.

Minutos antes dos Millionários estrearem na B Nacional, o atacante Mariano Pavone, que jogara na equipe na última temporada, voltava a balançar as redes. O atacante marcou o gol da vitória do Lanús contra o Independiente. Em apenas duas rodadas, a equipe Granate é a única que tem 100% de aproveitamento.

Em Santa Fé, Mauro Matos, do All Boys, esteve “inspirado”. Marcou duas vezes no empate em 1 a 1, do Albo, ante Colón. Após abri o marcador cabeceando contra sua própria meta, o atacante aproveitou o bate-rebate na área adversária e empatou a partida, encobrindo Diego Pozo.

No final da rodada, o Racing conseguiu uma bela vitória sobre o bom Godoy Cruz, que não esteve bem. A Academia, que almeja o título, apresentou um futebol claro e objetivo, venceu por 3 a 0, e se deu ao luxo de desperdiçar um pênalti. No entanto, faz-se necessário esperar algumas rodadas para saber se este é o Racing vencedor de outrora ou o irregular dos últimos tempos.

Resultados da rodada:

Atlético Rafaela 1 x 3 Arsenal
Vélez Sarsfield
3 x 0 Banfield
Estudiantes 0 x 2 San Lorenzo
Boca Juniors
4 x 0 Unión
San Martín SJ 2 x 1 Tigre
Lanús 1 x 0 Independiente
Argentinos Juniors 1 x 1 Newell’s Old Boys
Colón 1 x 1 All Boys
Belgrano 1 x 1 Olimpo
Racing 3 x 0 Godoy Cruz

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 15 de agosto de 2011 Apertura | 08:00

Apertura, fecha 2

Compartilhe: Twitter

A segunda rodada do Apertura, começa nesta segunda-feira à tarde com a expectativa de um panorama diferente do que a fraca fecha inicial. Vide que nesta rodada alguns jogadores estrearão, as equipes tiveram mais tempo de preparação e entrosamento e já não há o nervosismo habitual da estréia.

Dos confrontos desta rodada, destaco: Estudiantes e San Lorenzo, Lanús e Independiente e Racing e Godoy Cruz. Além de Boca Juniors e Unión, visto que o time xeneize debutará na Bombonera, e a partida possui uma carga histórica para Juan Román Riquelme, que estreou num confronto entre essas equipes, em 2006, com direito a grande atuação.

Ademais, não esquecer a estréia do River Plate na B Nacional, ante Chacarita Juniors, nesta terça-feira, no Monumental de Núñez. Caso desejem, este e os demais jogos podem ser acompanhados por aqui.

Segunda-feira (15)
15h Atlético Rafaela x Arsenal
17h05 Vélez Sarsfield x Banfield (Esporte Interativo)
19h10 Estudiantes x San Lorenzo (Esporte Interativo)
21h15 Boca Juniors x Unión (Esporte Interativo)

Terça-feira (16)
15h San Martín SJ x Tigre
17h05 Lanús x Independiente
21h15 Argentinos Juniors x Newell’s Old Boys

Quarta-feira (17)
17h05 Colón x All Boys
19h10 Belgrano x Olimpo
21h15 Racing x Godoy Cruz

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 8 de agosto de 2011 Apertura | 16:39

Em ritmo de pré-temporada

Compartilhe: Twitter

Seis empates em nove partidas, três vitórias de visitantes, 14 gols e algo em comum na maioria dos jogos desta primeira rodada do Apertura: a falta de emoção. De fato, ainda é cedo, as equipes estão se organizando, alguns atletas ainda não estrearam e o ritmo de pré-temporada ainda toma conta das canchas.

Dentre as equipes recém ascendidas, destaque para o Atlético Rafaela, que não se intimidou frente ao frágil Banfield e venceu por 2 a 0, com doblete de Darío Gandín. Ademais, Unión e Belgrano somaram um ponto cada, em meio a esta insólita sequência de empates “aburridos”, só para usar uma expressão bem portenha. San Martín de San Juan ainda falta estrear.

Quanto aos “grandes”, talvez a maior decepção tenha sido a derrota do San Lorenzo – não merecida, diga-se de passagem – para o Lanús, por 1 a 0. No mais, Boca Juniors, Racing, Vélez Sarsfield e Estudiantes empataram sem brilho e nem ilusão de bom futebol.

Resultados da rodada:

Banfield 0 x 2 Atlético Rafaela
Unión 1 x 1 Argentinos Juniors
All Boys 1 x 1 Belgrano
Arsenal 1 x 2 Colón
Godoy Cruz 1 x 1 Vélez Sarsfield
Newell’s Old Boys 0 x 0 Estudiantes
San Lorenzo 0 x 1 Lanús
Olimpo 0 x 0 Boca Juniors
Tigre 1 x 1 Racing  
Independiente x San Martín San Juan (Partida será disputada próxima quarta-feira)

Gols da rodada:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 5 de agosto de 2011 Apertura | 08:00

Apertura, fecha 1

Compartilhe: Twitter

Finalmente, o Apertura está de volta. Sem Martín Palermo e River Plate, mas não sem emoção, vide a situação de Boca Juniors, Racing e San Lorenzo, que já começam temerosos com o descenso. E como a virada de mesa ainda não foi decretada, os, ditos, grandes terão de se cuidar para não seguir o caminho dos Millionários. O que, convenhamos, é difícil.

Mas estes mesmos times que passeiam sob a sombra do rebaixamento foram as equipes que mais investiram em contratações, o que não garante o sucesso, mas quiçá dar uma sobrevida. Em contrapartida, as equipes que terminaram nas melhores posições seguem como favoritas ao título, apesar da ausência de alguns nomes, sobraram-lhes organização.

E como ontem foi o último dia de inscrições de atletas para a disputa do torneio, algumas surpresas fizeram-se presentes, como Gabriel Milito, que retorna após oito anos ao Independiente; Mariano Pavone no Lanús; E ainda Fernando Gago, que ainda não fechou com o Boca Juniors, mas já teve o nome inscrito.

No mais, aguardem e apreciem. Caso queiram, segue um link (para estes e outros jogos).

 Sexta-feira (05)
19h10 Banfield x Atlético Rafaela
21h15 Unión x Argentinos Juniors

 Sábado (06)
17h05 All Boys x Belgrano
19h10 Arsenal x Colón
21h15 Godoy Cruz x Vélez Sarsfield

 Domingo (07)
14h Newell’s Old Boys x Estudiantes (Esporte Interativo)
16h05 San Lorenzo x Lanús
18h10 Olimpo x Boca Juniors (Esporte Interativo)
20h15 Tigre x Racing
Independiente x San Martín SJ *Suspenso

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última