Publicidade

Posts com a Tag Newell’s Old Boys

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012 Clausura | 02:15

Fecha 1, gols!

Compartilhe: Twitter

Terminou a primeira rodada do Clausura. E ela começou semelhante ao que foi o Apertura: San Lorenzo passando vexame e se consolidando como candidato ao descenso. Boca Juniors não jogando bem, porém sendo eficiente e, melhor, eficaz. Atlético Rafaela mostrando que veio para ficar (e assim espero), Colón, Arsenal, Racing, Belgrano, Banfield, New Old Boys e All Boys jogando um “futebol mais ou menos”.

Por outro lado, Vélez Sarsfield, que apesar da irregularidade que se observou no Apertura e do empate inicial, acredito que tem muito a crescer, assim como também aposto no Estudiantes, que no último torneio foi aquém das expectativas. Lanús foi ótimo, porém pode render mais quando seus principais atletas estiverem em melhores condições. Abaixo seguem os gols e os resultados.

Lanús 4 x 1 San Lorenzo

Boca Juniors 2 x 0 Olimpo

Estudiantes 1 x 1 Newell’s Old Boys

Belgrano 0 X 0 All Boys

San Martín de San Juan 1 x 0 Independiente

Atlético Rafaela 3 x 0 Banfield

Vélez Sarsfield 1 x 1 Godoy Cruz

Racing 0 x 0 Tigre
Argentinos Juniors 0 x 0 Unión
Colón 0 x 0 Arsenal

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012 Clausura | 08:00

Em meio a politicagem, Clausura começa as atividades

Compartilhe: Twitter

Poucos torneios são tão políticos quanto o argentino. Dentre vários exemplos, me utilizarei do mais recente: o campeonato argentino, que começa nesta sexta-feira, mudou de nome. De “Torneio Néstor Kirchner – Copa Malvinas Argentinas”, em 2011, – após a morte do ex-presidente Néstor – para “Primeira Divisão Cruzeiro General Belgrano” – afinal, o assunto em evidência no País é o aniversário de 30 anos da Guerra das Malvinas, aliado ao desejo portenho de retomada do território.

Este é o navio General Belgrano, que deu nome ao torneio.

Mas como assunto é futebol, vamos ao que interessa. Após o título no Apertura, Boca Juniors ganhou moral e alguns reforços pontuais, tornando-se o time a ser batido. Possui um elenco entrosado, mas ainda necessita de um goleador, visto que Santiago Silva não poderá atuar pela nacional.

Vélez Sarsfield, por sua vez, mantém o status de força emergente do futebol local, sendo visto por alguns, inclusive por este que vos escreve, como uma das grandes equipes da Argentina. Com o entrosamento e variação ofensiva, que lhe são peculiar, tem tudo para brigar pelo título.

Com já é de praxe, Estudiantes repatriou diversos atletas, sobretudo os que fizeram parte de tempos áureos: Enzo Pérez, Rodrigo Braña e Mariano Andujar. E pode-se dizer: candidatou-se ou título, mas vale lembrar que o técnico é outro. Juan Sebastián Verón ainda comanda.

Apesar do bom elenco, Racing apresentou um futebol horrendo no Apertura, ainda assim, faturou a segunda colocação do torneio. É uma incógnita. Manteve o homem problema no plantel – Teo Gutiérrez – e trouxe Alfio Basile para comandar. Agora vai rezar para que um de jeito e o outro não faça o de sempre: apronte. Acho difícil.

O Independiente apostou suas pouquissímas fichas – vide a crise financeira – no atacante Ernesto Farías para solucionar seus problemas de gols. Logo, percebe-se que no lado vermelho de Avellaneda as coisas não estão boas e ficar pelo meio da tabela já seria de bom tamanho. Neste bloco devem fazer companhia Belgrano, Argentinos Juniors, Banfield e Colón.

Talvez o Lanús tenha o elenco mais qualificado da Argentina, porém, no Apertura, não conseguiu traduzir isso em números. Agora, terá uma nova chance e eu acredito que tem totais condições de brigar pelo título, principalmente se as lesões deixarem.

San Lorenzo é o grande candidato a rebaixamento. Aposto que cairá direto, se os árbitros deixarem, é claro. Olimpo seguirá seu rumo a B Nacional. Tigre é outro sério candidato, além de All Boys, Unión, Arsenal e Newell’s Old Boys. Destes sete, dois caem direto e dois vão a repescagem. (Façam suas apostas)

O Godoy Cruz que por alguns torneios foi a surpresa fincou suas raízes entre o meio da tabela e o bloco de cima, sempre com campanhas elogiáveis e equipes modestas. Não creio que será diferente. Acredito que conseguirá alguma vaga para competições internacionais. Outra equipe que merece menção é o Atlético Rafaela, que, na minha concepção, foi a surpresa do Apertura, até mais do que o título xeneize. Começou forte e não conseguiu manter-se, acho difícil repetir a campanha, mas acredito que não fará feio.

Ou seja, a politicagem e a emoção, finalmente, estará de volta. Não se preocupem, Cristina Kirchner já foi à ONU reclamar seus direitos sobre a Ilha Malvinas, caso ela consiga algo (o que eu não acredito), em 2013, o mesmo torneio terá novo nome. Enquanto isso, a rodada segue abaixo. Enfim, acompanhe, torça e depois volte aqui para criticar e dividir sua opinião.

Sexta-feira (10)
21h15 Lanús x San Lorenzo
21h15 Boca Juniors x Olimpo

Sábado (11)
19h10 Estudiantes x Newell’s Old Boys
19h10 Belgrano X All Boys
21h15 San Martín de San Juan x Independiente

Domingo (12)
17h Atlético Rafaela x Banfield
19h10 Vélez Sarsfield x Godoy Cruz
19h10 Racing x Tigre
22h10 Argentinos Juniors x Unión

Segunda-feira (13)
22h10 Colón x Arsenal

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 23 de agosto de 2011 Apertura | 00:53

Apertura, fecha 3: Resultado

Compartilhe: Twitter

Ao término da terceira fecha do Apertura, cinco equipes estão na liderança do torneio – Boca Juniors, Vélez Sarsfield, Racing, Colón e Lanús – com sete pontos. E ainda que isso seja prematuro, o Fortín segue como sério candidato a manutenção do título. Todavia, Lanús, novamente, segue na corrida, assim como o Racing e Boca Juniors. No entanto, outras equipes não podem ser desprezadas, ainda.

Dentre os recém promovidos, o Atlético Rafaela tem apresentado o futebol mais eficiente. Talvez, até aqui, Godoy Cruz e Estudiantes são as equipes que mais têm decepcionado, não só pelos resultados pífios, mas também pelo futebol (não) apresentado.  

Contudo, o que de fato foi decepcionante foi a média de gols desta rodada, com 1,5 gols por partida. Nem os dois artilheiros Mauro Mattos, do All Boys, e Teófilo Gutiérrez, do Racing – com três gols cada -, muito menos os cinco líderes foram suficientes para sanar a escassez de tentos. Tendência ou ineficácia? Para mim, os dois. 

Resultados da rodada:

Arsenal 0 x 1 Vélez Sarsfield
San Martín SJ 0 x 0 Lanús
San Lorenzo 3 x 1 Argentinos Juniors
Independiente 1 x 0 Estudiantes
All Boys 1 x 2 Atlético Rafaela
Tigre 2 x 1 Godoy Cruz
Newell’s Old Boys 0 x 1 Boca Juniors
Banfield 0 x 1 Racing
Olimpo 0 x 1 Colón
Unión 0 x 0 Belgrano

Na B Nacional, River Plate e Rosario Central são os líderes, com seis pontos em duas partidas.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 19 de agosto de 2011 Apertura, B Nacional, Reflexão | 21:54

Apertura, fecha 3 e “o veto ao veto”

Compartilhe: Twitter

Nos corredores da AFA, o burburinho leva a mais uma ação que “inconscientemente” pode beneficiar ao River Plate: a liberação da torcida visitante. O que é bastante válido para o espetáculo, no entanto, a falta de segurança era a desculpa necessária para o veto. A segurança não melhorou, mas pelo bem maior do futebol, ou de uma grande equipe, as torcidas poderão voltar a cancha do adversário, não do inimigo.

Todavia, ainda não há uma confirmação, mas já na próxima terça-feira uma reunião poderá concretizar o feito. E diga-se de passagem que este tipo de atitude já era prevista desde a confirmação do descenso da equipe Millionária.

Amanhã, no Estádio Bautista Gargantini, do Independiente de Rivadavia, haverá 12 mil lugares para torcedores do River, por opção da própria equipe mendocina. De antemão, das equipes que militam na B nacional, apenas Defensa y Justicia, Almirante Brown e Deportivo Merlo que não possuem condições de comportar torcida rival, se a lei for alterada, terão de encontrar outros campos para mandar seus jogos. Mas pelo bem geral do futebol e, sobretudo, de um grande vale tudo. Don Grondona e seus homens ainda não disseram isso, mas, com certeza, já pensaram.

Abaixo, seguem os confrontos da 3a rodada da Primera División e onde assistí-los. Vale guardar este link e este.

 Sexta-feira (19)
21h15 Arsenal x Vélez Sarsfield (Esporte Interativo)

Sábado (20)
15h San Martín de San Juan x Lanús
17h05 San Lorenzo x Argentinos Juniors
21h15 Independiente x Estudiantes (Esporte Interativo)

Domingo (21)
14h All Boys x Atlético de Rafaela
16h05 Tigre x Godoy Cruz
18h10 Newell’s Old Boys x Boca Juniors (Newell’s Old Boys)
20h15 Banfield x Racing
 
Segunda-feira (22)
19h Olimpo x Colón
21h05 Unión x Belgrano

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 15 de agosto de 2011 Apertura | 08:00

Apertura, fecha 2

Compartilhe: Twitter

A segunda rodada do Apertura, começa nesta segunda-feira à tarde com a expectativa de um panorama diferente do que a fraca fecha inicial. Vide que nesta rodada alguns jogadores estrearão, as equipes tiveram mais tempo de preparação e entrosamento e já não há o nervosismo habitual da estréia.

Dos confrontos desta rodada, destaco: Estudiantes e San Lorenzo, Lanús e Independiente e Racing e Godoy Cruz. Além de Boca Juniors e Unión, visto que o time xeneize debutará na Bombonera, e a partida possui uma carga histórica para Juan Román Riquelme, que estreou num confronto entre essas equipes, em 2006, com direito a grande atuação.

Ademais, não esquecer a estréia do River Plate na B Nacional, ante Chacarita Juniors, nesta terça-feira, no Monumental de Núñez. Caso desejem, este e os demais jogos podem ser acompanhados por aqui.

Segunda-feira (15)
15h Atlético Rafaela x Arsenal
17h05 Vélez Sarsfield x Banfield (Esporte Interativo)
19h10 Estudiantes x San Lorenzo (Esporte Interativo)
21h15 Boca Juniors x Unión (Esporte Interativo)

Terça-feira (16)
15h San Martín SJ x Tigre
17h05 Lanús x Independiente
21h15 Argentinos Juniors x Newell’s Old Boys

Quarta-feira (17)
17h05 Colón x All Boys
19h10 Belgrano x Olimpo
21h15 Racing x Godoy Cruz

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 8 de agosto de 2011 Apertura | 16:39

Em ritmo de pré-temporada

Compartilhe: Twitter

Seis empates em nove partidas, três vitórias de visitantes, 14 gols e algo em comum na maioria dos jogos desta primeira rodada do Apertura: a falta de emoção. De fato, ainda é cedo, as equipes estão se organizando, alguns atletas ainda não estrearam e o ritmo de pré-temporada ainda toma conta das canchas.

Dentre as equipes recém ascendidas, destaque para o Atlético Rafaela, que não se intimidou frente ao frágil Banfield e venceu por 2 a 0, com doblete de Darío Gandín. Ademais, Unión e Belgrano somaram um ponto cada, em meio a esta insólita sequência de empates “aburridos”, só para usar uma expressão bem portenha. San Martín de San Juan ainda falta estrear.

Quanto aos “grandes”, talvez a maior decepção tenha sido a derrota do San Lorenzo – não merecida, diga-se de passagem – para o Lanús, por 1 a 0. No mais, Boca Juniors, Racing, Vélez Sarsfield e Estudiantes empataram sem brilho e nem ilusão de bom futebol.

Resultados da rodada:

Banfield 0 x 2 Atlético Rafaela
Unión 1 x 1 Argentinos Juniors
All Boys 1 x 1 Belgrano
Arsenal 1 x 2 Colón
Godoy Cruz 1 x 1 Vélez Sarsfield
Newell’s Old Boys 0 x 0 Estudiantes
San Lorenzo 0 x 1 Lanús
Olimpo 0 x 0 Boca Juniors
Tigre 1 x 1 Racing  
Independiente x San Martín San Juan (Partida será disputada próxima quarta-feira)

Gols da rodada:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 5 de agosto de 2011 Apertura | 08:00

Apertura, fecha 1

Compartilhe: Twitter

Finalmente, o Apertura está de volta. Sem Martín Palermo e River Plate, mas não sem emoção, vide a situação de Boca Juniors, Racing e San Lorenzo, que já começam temerosos com o descenso. E como a virada de mesa ainda não foi decretada, os, ditos, grandes terão de se cuidar para não seguir o caminho dos Millionários. O que, convenhamos, é difícil.

Mas estes mesmos times que passeiam sob a sombra do rebaixamento foram as equipes que mais investiram em contratações, o que não garante o sucesso, mas quiçá dar uma sobrevida. Em contrapartida, as equipes que terminaram nas melhores posições seguem como favoritas ao título, apesar da ausência de alguns nomes, sobraram-lhes organização.

E como ontem foi o último dia de inscrições de atletas para a disputa do torneio, algumas surpresas fizeram-se presentes, como Gabriel Milito, que retorna após oito anos ao Independiente; Mariano Pavone no Lanús; E ainda Fernando Gago, que ainda não fechou com o Boca Juniors, mas já teve o nome inscrito.

No mais, aguardem e apreciem. Caso queiram, segue um link (para estes e outros jogos).

 Sexta-feira (05)
19h10 Banfield x Atlético Rafaela
21h15 Unión x Argentinos Juniors

 Sábado (06)
17h05 All Boys x Belgrano
19h10 Arsenal x Colón
21h15 Godoy Cruz x Vélez Sarsfield

 Domingo (07)
14h Newell’s Old Boys x Estudiantes (Esporte Interativo)
16h05 San Lorenzo x Lanús
18h10 Olimpo x Boca Juniors (Esporte Interativo)
20h15 Tigre x Racing
Independiente x San Martín SJ *Suspenso

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 30 de junho de 2011 B Nacional, Clausura, Promoción | 18:11

Chau Gimnasia, chau Schelotto

Compartilhe: Twitter

Despediu-se mais um ídolo: Schelotto.

Despediu-se sem as honras que lhe cabiam. Nem mesmo o objetivo pessoal foi alcançado. Mas ninguém dúvida do quanto ele foi guerreiro. Guillermo Barros Schelotto, 37 anos, voltou ao clube que o revelara com a única missão de ajudar a equipe a livrar-se do rebaixamento, jogou sem receber, por escolha própria, doou os últimos esforços – que ainda possuía – de uma carreira vencedora, mas não foi o suficiente.

O Gimnasia y Esgrima de La Plata, acostumado a livrar-se do descenso via Promoción, neste ano, não pôde contar com outro milagre e nem mesmo a transcendência do seu ídolo. Após perder o primeiro confronto por 1 a 0 (assista ao gol), para o San Martín de San Juan, os Lobos platenses empataram a segunda partida em 1 a 1, e despediram-se da Primera División. O retorno a B Nacional, depois de 27 anos, será sem o Mellizo.

Enfim, foi-se outro guerreiro, foi-se outro “grande”. Todavia, as quatro equipes que disputaram a B Nacional conseguiram o ascenso: Atlético Rafaela – que nos últimos dois anos, perderam para o Gimnasia na Promoción -, Unión, Belgrano e San Martín de San Juan.

Veja os gols da partida:

E os clássico?

Com o descenso do River Plate, Gimnasia y Esgrima e Huracán, alguns dérbis tradicionais do futebol argentino deixarão de serem disputados. Por exemplo, o Superclásico: River Plate x Boca Juniors; San Lorenzo x Huracán; Clásico platense: Gimnasia y Esgrima x Estudiantes. No entanto, restarão o Clásico de Avellaneda: Independiente x Racing; Clásico Santafesino: Colón x Unión; e Clásico del Sur: Lanús x Banfield.

Na última temporada, o descenso dos Canallas já deixaram os órfãos rosarinos sem o tradicional Clásico Rosarino: Newell’s Old Boys x Rosario Central. Na B Nacional, Chacarita Juniors x Atlanta.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 19 de junho de 2011 Clausura | 23:16

Fecha 19: Resumo

Compartilhe: Twitter

As emoções do descenso e Copa Sul-Americana ficaram todas para esta última rodada e todas simultaneamente e, no fim, sobrou para o River Plate disputar a Promoción, Quilmes foi rebaixado diretamente e Huracán e Gimnasia y Esgrima disputarão uma partida desempate. Arsenal e Argentinos Juniors classificaram-se para o torneio continental. A 19ª rodada teve média de 2,4 gols por partida.

Pela primeira vez na história, River Plate jogará a Promoción.

Dos que disputavam a vaga pela Promoción, Huracán era o único que dependia apenas de si, mas a equipe foi goleado pelo Independiente, por 5 a 1, no Estádio Libertadores de América, e empatou com os Lobos nos promédios. Logo, disputarão uma partida desempate: um descer direto e o outro joga a Promoción. A partida também representou a despedida de Andrés Silvera, dos Rojos, com direito a gol e ovação.

Luto: Palermo despediu-se do futebol.

Por sua vez, Gimnasia y Esgrima vencia o Boca Juniors, por 2 a 0, com gols de Graf e Schelotto – que fazia a despedida -, mas deixou os Xeneizes empatarem em cima da hora, com direito a assistência de Martín Palermo, em seu último toque na bola como profissional. Mellizo, que é ídolo Boquense, converteu assim seu quinto gol contra a equipe. Com a vitória, o Boca terminou o Clausura com dez partidas sem vencer – quatro vitórias e seis empates.

De todas as partidas que evitar o descenso era o objetivo, Olimpo e Quilmes era a única que ambos tinham um motivo para dar o sangue. Três zonas em jogo: descenso direto, Promoción ou manutenção. Melhor para os Aurinegros que venceram o Quilmes, com gol de Martín Rolle. O resultado livrou os bahíenses e rebaixou os Cerveceros.

O medo fez-se realidade: River Plate disputará a Promoción. No Monumental de Núñez, os Millionários perderam para o Lanús, por 2 a 1, e para suas próprias limitações e pela primeira vez na história disputará a repescagem. Jogadores e comissão técnica deixaram o campo protegidos pela polícia, pois os torcedores atiraram objetos em campo.

O Tigre entrou em campo dependendo apenas de si, para se manter na elite, e nem mesmo o placar adverso foi motivo de grande preocupação, pois River Plate e Olimpo seguia agônicos em suas partidas. Enfim, o empate com o Argentinos Juniors foi o suficiente para se livrar do descenso, no entanto, já começará o Apertura em situação preocupante. Enquanto isso, o Bicho conquistou a vaga para Copa Sul-Americana.

Em Mendoza, Godoy Cruz igualou sua melhor campanha: a terceira colocação, assim como no Clausura passado, ao vencer o All Boys, por 1 a 0. Assim, o Tomba que já tinha a vaga na Copa Sul-Americana assegurada, deixou de fora o Albo que necessitava de uma goleada e combinações de resultados para entrar na competição, após ter se livrado do descenso na última rodada.

Na última rodada o Arsenal se livrou do descenso, nesta se classificou a Copa Sul-Americana, ao vencer, em Sarandí, o Estudiantes, por 1 a 0, com gol de Mauro Obolo. Enquanto, o Viaducto conseguiu cumprir seus objetivos, o Pincha terminou um torneio deprimente, no qual começou como um dos postulantes ao título e finalizou negativamente, na 13ª colocação.

Após passar quase todo torneio na lanterna e jogando um futebol horrendo, o Newell’s Old Boys finalizou o certame com uma vitória que o tirou da última posição. O 1 a 0 sobre o Colón, em Rosário, com gol de Mauricio Sperdutti, deixou o Huracán na lanterna, mas não apaga uma das piores campanhas da equipe nos últimos anos. Entretanto, a time não inicia a próxima temporada com perigo de descenso.

Em partida foi movimentada, mas com pouco objetivos em campo, San Lorenzo empata no último minuto com o Banfield e somou sete partidas sem vencer no torneio – cinco empates e duas derrotas. O resultado deixou ambos pelo meio da tabela.

 

Comemoração do campeão.

Vélez Sarsfield foi campeão na última rodada, mas comemorou junto a sua torcida nesta. Entrou e saiu de campo em meio aos festejos. O Racing até supôs atrapalhar, ao abri o placar com Hauche, mas, como um bom refém de sua irregularidade, não demorou a apresentar os erros bem aproveitados pelo campeão. Zapata e Augusto Fernández fizeram os gols da virada. A derrota deixou a Academia fora da Copa Sul-Americana.

Resultados da rodada:

Independiente 5 x 1 Huracán
Gimnasia y Esgrima 2 x 2 Boca Juniors
Quilmes 0 x 1 Olimpo
River Plate 1 x 2 Lanús
Argentinos Juniors 1 x 1 Tigre
Godoy Cruz 1 x 0 All Boys
Arsenal 1 x 0 Estudiantes
Newell’s Old Boys 1 x 0 Colón
Banfield 1 x 1 San Lorenzo
Vélez Sarsfield 2 x 1 Racing

Veja os gols da rodada:

Copa Sul-Americana: Independiente (campeão da última edição), Vélez Sarsfield, Estudiantes, Godoy Cruz, Lanús, Arsenal e Argentinos Juniors classificaram-se para o torneio continental.

Artilheiros: Javier Cámpora (Huracán) e Teo Gutiérrez, com 11 gols; Denis Stracqualursi (Tigre), com 10; Esteban Fuertes (Colón) e Mauro Obolo (Arsenal), com 9. 

Desempate: Huracán e Gimnasia y Esgrima disputarão o desempate na quarta-feira (22), às 14h30, no Estádio La Bombonera.

Promoción: River Plate e Belgrano disputarão a primeira partida da Promoción, na quarta-feira (22), no Estádio Gigante de Alberdi, em Córdoba, às 21h, e no domingo (26), a partida de volta, no Estádio Monumental de Nuñez, com horário à confirmar.

Enquanto que, no domingo (26), San Martín de San Juan disputará a primeira partida da Promoción, ante o vencedor de Huracán e Gimnasia y Esgrima, no Estádio Ingeniero Hilario Sánchez, em San Juan, com horário à confirmar. A segunda partida será disputada na quinta-feira (30), com local e horário à confirmar.

Ascenso: Ao vencer o Ferro, por 1 a 0, o Unión de Santa Fé voltou a Primera División, após oito anos, junto ao Atlético Rafaela, que consagrou-se campeão da B Nacional e já havia sido promovido.

Classificação final do Clausura
Tabela de descenso

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 13 de junho de 2011 Clausura | 23:53

Fecha 18: Resumo

Compartilhe: Twitter

Torcedores velezanos comemoram no Jose Amalfitani o título conseguido no Parque Patricios.

Emoções distintas tomaram conta desta 18a rodada do Clausura. Faltando para o término, Vélez Sarsfield sagrou-se campeão. Martín Palermo despediu-se de La Bombonera e na próxima rodada, fará o mesmo com o futebol. Mais uma vez, River Plate mostrou o quão é refém de suas limitações e na última rodada brigará contra Olimpo e Tigre contra a última vaga do descenso. A rodada teve média de 1,8 gols por partida.

Na abertura da penúltima rodada, Olimpo e Newell’s Old Boys empataram num carregado de limitações e adrenalina. Os bahíenses, ameaçados, abriram o placar, de pênalti, mas não conseguiu segurar o resultado ante o fraco NOB, que segue na lanterna. Enquanto, os Aurinegros permanecem na Promoción e vêem suas chances de escapar minguarem. 

Arsenal foi à Santa Fé, enfrentar o Colón, e assegurou a permanência na Primera División, ao vencer os Sabaleros pelo placar mínimo. Graças ao empate do Olimpo, na sexta-feira. Talvez pela necessidade da vitória, ou pela deficiência do adversário, mas o Viaducto sempre esteve mais próximo da vitória do que o rival, até mesmo quando o jogo estava equilibrado. A vitória também proporciona a equipe disputar uma vaga na Copa Sul-Americana. 

Por sua vez, Quilmes resiste o quanto pode. No Nuevo Gasómetro, venceu, e dominou, o San Lorenzo, na estréia de Omar Asad, no Nuevo Gasómetro e, aliado aos resultados do Huracán e Gimnasia, deixou a decisão para a última rodada. O Cervecero foi de pior equipe do torneio a sinônimo de superação e, diga-se, apresenta um futebol bem superior a muitos times da elite. E sim, Asad terá um duro trabalho no Ciclón

Em Floresta, All Boys venceu o Gimnasia y Esgrima e conseguiu livrar-se de qualquer chance de descenso. Por sua vez, complicou a situação do Lobo, que só não desceu, por causa do resultado do Huracán. A partida foi equilibrada e com muitas emoções, venceu quem soube trabalhar melhor a calma. Irônico, vide que na última rodada, o Albo pecou pelo nervosismo. 

Ameaçados, Tigre e Independiente entraram em campo com a única finalidade de livrarem-se da Promoción. E o empate de zero a zero foi o reflexo da partida, que teve muita vontade e pouca efetividade. Se o resultado foi bom para o Rojo que conseguiu respirar aliviado, para o Matador ficou o desespero de ter que luta até a última rodada.

Com portões fechados, Huracán e Vélez Sarsfield fizeram uma partida carregada de objetivos, porém de pouca qualidade. E apesar de não jogar bem, o Fortín foi superior ao Globo e o venceu por 2 a 0. Entretanto, só pôde comemorar o título quatro horas depois, com a derrota do Lanús. Já o Huracán deixa o sufoco para última rodada, mas por ora segue na zona de Promoción.

River Plate entrou em campo dependendo apenas de si para se livrar da Promoción e, novamente, enfrentou seu pior inimigo: suas limitações. E agora carrega o sofrimento para a última rodada, e necessitando de uma combinação de resultados. Tudo isso, porque sofreu o empate do Estudiantes. Agora, os Millionários somam seis partidas sem vencer – duas derrotas e quatro empates. 

Palermo despediu-se de La Bombonera.

Lanús entrou em campo com a missão de estragar a festa Velezana, mas em momento algum mostrou força suficiente para isso. Após um primeiro tempo equilibrado, a equipe Granate sucumbiu e o Argentinos Juniors aproveitou. Com este resultado, o Vélez conquistou o título do Clausura, com um rodada de antecedência. 

Na última partida da noite de domingo, Martín Palermo despediu-se de La Bombonera, com o Boca Juniors empatando com o Banfield em 1 a 1, após falha de Luchetti. Uma grande festa para um grande atleta, no entanto, ele irá pendurar às chuteiras na próxima rodada, ainda. E, ironicamente, o fato ganhou mais a mídia do que o título nacional do Vélez. Isso é parte do mundo Boca. E a vitória do Arsenal deixou a equipe xeneize longe de conseguir uma vaga para Copa Sul-Americana.

No fechamento da rodada, o Racing mostrou mais uma vez todo o poder de sua irregularidade. Após está vencendo o Godoy Cruz, por 2 a 0, com doblete de Teo Gutiérrez, a equipe deixou o adversário virar a partida, em Avellaneda. Com a vitória, o Tomba assegurou a vaga para Copa Sul-Americana, enquanto, a Academia ficou a dois pontos do Arsenal na briga pela vaga a competição continental. Os gols deixaram Gutiérrez no topo da artilharia do torneio, com 11 gols. 

Resultados da rodada:

(5º) Olimpo 1 x 1 Newell’s Old Boys (20º)
(16º) Colón 0 x 1 Arsenal (14º)
(15º) San Lorenzo 0 x 2 Quilmes (17º)
(10º) All Boys 1 x 0 Gimnasia y Esgrima (18º)
(12º) Tigre 0 x 0 Independiente (7º)
(19º) Huracán 0 x 2 Vélez Sarsfield (1º)
(11º) Estudiantes 1 x 1 River Plate (8º)
(2º) Lanús 0 x 1 Argentinos Juniors (4º)
(6º) Boca Juniors 1 x 1 Banfield (9º)
(13º) Racing 2 x 3 Godoy Cruz (3º)

Veja os gols da rodada:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. Última