Publicidade

Posts com a Tag Milan

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012 No Exterior, Reflexão | 00:22

O plano de Tévez

Compartilhe: Twitter

Deturpando o dito popular: “Deus escreve certo por linhas tortas”, pode-se que Carlos Tévez está escrevendo sua história torta por linhas certas. Isto porque, em 2009, ele já havia declarado o desprazer que estava sendo jogar futebol e colocou em pauta a aposentadoria.  Ainda não se aposentou de fato, mas a carreira há tempos deixou de ser prioridade para ele.

Leia também: Carlitos, o ator principal de uma patética novela

À época, Carlitos tinha 25 anos e para alguns soou imatura a declaração. Hoje, às vésperas de completar 28 ele segue com seu plano, diga-se, patético. Não pelo objetivo (para não dizer fim), mas pelos meios. Contudo, este plano parece ter sido traçado desde que chegou ao Corinthians, tornar-se ídolo e sair pelos fundos. E assim seguiu, do West Ham ao Manchester United, dos Diabos Vermelhos ao Manchester City, e quiçá assim por diante. Convenhamos que professores não lhe faltaram.

Há quatro meses sem jogar desde que negou-se a entrar em campo pelos Citizens, ele curte seu trimestre sabático na Argentina. E que provavelmente seguirá até junho. Enquanto isso, seu nome foi ventilado pelo Milan, Inter, Paris Saint German, Corinthians e Boca Juniors. Contudo, seu procurador, Kia Joorabchian, não obteve êxito. Para completar, o diário espanhol Sport divulgou que, desde a contusão de David Villa, ele havia sido oferecido ao Barcelona por diversas vezes e descartado.

Nesta terça-feira (31), a janela de transferência européia fechou e Tévez seguiu sem um novo destino. Talvez isto faça parte do seu plano de aposentadoria gradativa (ou repentina) e com bônus, ou ônus, de perder dinheiro e prestigio. Mas não se pode negar que ele de fato tem escrito corretamente e com afinco a torta história que se propôs, embora poucos (ou ninguém) queiram vê-la. Meus pêsames.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011 No Exterior | 15:07

Carlitos, o ator principal de uma patética novela

Compartilhe: Twitter

Carlos Tévez e Milan entraram em acordo. Ao menos, é o que afirma o diário esportivo italiano Gazzetta dello Sport, que frisou ainda que o Manchester City, todavia, não deu qualquer resposta sobre o assunto. Aguardar faz-se necessário, mas creio que o acerto é questão de tempo, afinal, o argentino já não é bem quisto em Manchester, nem do lado vermelho, tampouco do azul.

O diário divulgou que o acordo é de 2,5 milhões de euros ao ano e o clube rossonero tem a opção de compra no valor de 23 milhões de euros. Ou seja, para acertar com o clube italiano Carlitos “renunciou a uma montanha de dinheiro”, como afirmou Adriano Galliano, vice-presidente do Milan, visto que o atleta recebia oito milhões de euros no City.

“Só me vejo com as cores rubro-negra. Quero ir ao Milan. Espero estar logo com vocês”, declarou Carlitos. Muito lindo, beira o romantismo, diga-se. E se chorasse, então… Mas este será só mais um capítulo de uma novela que ganhou ares de decadência.

O Apache parece ter aprendido com o tempo e com alguns brasileiros como não se deve fazer. Dinheiro, fama, mídia, tudo isso ele têm. Contudo, respeito e humildade estão sendo jogados por terra, vide os rumos que tomou desde que deixou La Boca.

Transferiu-se para o Corinthians, conquistou títulos e o coração dos torcedores, e, junto ao MSI e Kia Joorabchian, saiu pelas portas dos fundos. Caiu no modesto West Ham, levantou a moral da equipe, conseguiu um vice na FA Cup, e logo despediu-se. Aparecendo no Manchester United. Nos diablos, ganhou títulos e a torcida, não gostou de ser mais um em meio a um elenco de craques e saiu brigado com o técnico e alguns dirigentes. Foi parar no vizinho, City. Ganhou um título e, novamente, a torcida, mas não deixou de sair pelos fundos, como tem sido de costume.

Recusou-se a entrar em campo numa partida pela Liga dos Campeões, contra o Bayern Munique, na Alemanha, na qual sua equipe estava perdendo. A partir daí desencadeou uma série de problemas, como viagens sem autorização e faltas a treinamentos, até que o City o liberou para negociar com o Milan. O final, quanto aos italianos, ainda estar por vir.

E qualquer semelhança com alguns craques brasileiros não é mera coincidência.

Talvez por vir de um lugar simples, beirando a miséria, Carlitos mostra uma gana de vencer peculiar. Esforço, raça, técnico e paixão são alguns dos temperos dele, no entanto, com uma pitadinha de falta de profissionalismo está estragando tudo. Ou, ao melhor estilo novelesco, está indo de mocinho a vilão.

Autor: Tags: , , , , , , , ,