Publicidade

Posts com a Tag Marcos Rojo

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012 Seleção | 01:40

Convocação: Lamela retorna, Ricky não

Compartilhe: Twitter

Alejandro Sabella anunciou na noite desta terça-feira a convocação dos atletas que atuam no futebol europeu para o amistoso ante Suiça, dia 29 de fevereiro, em Berna. Dentre os selecionados, as surpresas foram: Hugo Camagnaro, do Nápoli, e Daniel Días, do Getafe. No entanto, o destaque midiático ficou por conta do retorno de Erik Lamela.

Em relação à última convocatória, as ausências foram: Burdisso e Pastore – lesionados; Demichelis, Banega, Lavezzi, Germán Denis, Gaitán e Guiñazu – por decisão técnica.

Lamento pela contusão de Burdisso e Pastore, pois ambos estariam na minha equipe. Banega talvez precise de uma geladeira, assim como Lavezzi (este um freezer). Quanto aos demais não vejo motivo para serem convocados, o mesmo digo do Garay (eu implico com ele). No geral, Pachorra manteve a base que já vem convocando e testará novos jogadores, o que considero válido. O retorno de Lamela era questão de tempo, trata-se de um jogador jovem e com qualidade. No mais, sentir falta de Ricky Álvarez.

Goleiro: Sergio Romero (Sampdoria-ITA)
Laterais: Pablo Zabaleta (Manchester City-ING), Fabián Monzón (Nice-FRA) e Marcos Rojo (Spartak Moscou-RUS);
Zagueiros: Daniel Díaz (Getafe-ESP), Hugo Campagnaro (Napoli-ITA), Federico Fernández (Napoli-ITA) e Ezequiel Garay (Benfica-POR)
Meio-campistas: Javier Mascherano (Barcelona-ESP), Fernando Gago (Roma-ITA), Maxi Rodríguez (Liverpool-ING), José Sosa (Metalist-UCR), Ángel Di María (Real Madrid-ESP) e Erik Lamela (Roma-ITA);
Atacantes: Lionel Messi (Barcelona-ESP), Rodrigo Palacio (Genoa-ITA), Sergio Aguero (Manchester City-ING) e Gonzalo Higuaín (Real Madrid-ESP)

E você, leitor, o que achou da convocação de Sabella? Comente!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Boca Juniors, Copa Libertadores da América, Seleção | 01:23

Numa partida “aburrida”, Boca não sai do zero

Compartilhe: Twitter

Boca Juniors estreou mal. Tanto pelo resultado – empate em zero a zero com o fraco Zamora, da Venezuela – quanto pelo futebol (não) apresentado. Como tentei alertar no texto anterior, esta equipe está longe de ser àquela vitoriosa de outrora, mas ainda assim é um bom conjunto, apesar da partida de hoje mostrar o contrário.

Talvez a necessidade fosse o brilho de uma estrela sequer, esta faltou. Román Riquelme esteve apagado durante toda a partida. Santiago El Tanque Silva desperdiçou talvez a chance mais clara do jogo, ao cabecear na trave, aos 44 minutos do segundo tempo. Cvitanich, Erviti… nada. Enfim, este time carece de individualismo.

As alterações de Julio César Falcione não surtiram o efeito desejado e como diriam os argentinos, esta foi uma partida “aburrida”. No entanto, os venezuelanos tiveram o mérito de anular as jogadas xeneizes e ainda levaram perigo numa cobrança de falta.

Contudo, só resta aos boquenses pegarem mais sete horas de viagem com a cabeça inchada e no dia 7 de março encarar o Fluminense, em La Bombonera. Confira abaixo “os melhores” momentos da partida.

O que você, leitor, achou da partida? Opine!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 Sem categoria | 19:59

Lista “principal”: Retornos e ausências…

Compartilhe: Twitter

Logo após apresentar a lista “local”, Alejandro Sabella deu a lista da Seleção “principal” com 26 nomes para os amistosos contra Venezuela e Nigéria, dia 2 a 6 de setembro, respectivamente, na Índia. Dentre as novidades da lista, talvez a ausência de Carlos Tévez foi a que chamou mais atenção.

Além de Carlitos, Cambiasso e Zanetti também ficaram fora. No entanto, Demichelis retornou, assim como Jonas Gutiérrez, Lucho González e Licha López, estes dois últimos merecidamente, na minha concepção. O jovem Esteban Andrada, único atleta do futebol local, e Ricky Álvarez foram citados pela primeira vez. Não preciso comentar a presença de Garay, nem tudo é perfeito.

Lista de convocados:

Goleiros: Esteban Andrada (Lanús), Mariano Andujar (Catania-ITA) e Sergio Romero (Sampdoria-ITA)
Defensores: Martín Demichelis (Málaga-ESP), Ezequiel Garay (Benfica-POR), Nicolás Burdisso (Roma-ITA), Nicolás Otamendi (Porto-POR), Pablo Zabaleta (Manchester City-ING), Jonás Gutiérrez (Newcastle-ING), Cristian Ansaldi (Rubín Kazan-RUS), Nicolás Pareja (Spartak Moscou-RUS), Federico Fernández (Nápoli-ITA) e Marcos Rojo (Spartak Moscou-RUS);
Meiocampistas: Javier Mascherano (Barcelona-ESP), Éver Banega (Valência-ESP), Ricardo Álvarez (Internazionali-ITA), Fabián Rinaudo (Sporting-POR), Javier Pastore (Paris Saint Germain-FRA), Luiz González (Olimpyque de Marsella-FRA) e José Sosa (Metalist-UCR);
Atacantes: Ángel Di María (Real Madrid-ESP), Gonzalo Higuaín (Real Madrid-ESP), Lionel Messi (Barcelona-ESP), Eduardo Salvio (Atlético Madrid-ESP), Sergio Agüero (Manchester City-ING) e Lisandro López (Lyon-FRA).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 1 de julho de 2011 Copa América, Seleção | 08:00

Argentina x Bolívia: La venganza (?)

Compartilhe: Twitter

Argentina e Bolívia na Copa América de 1979. (Reprodução/AFA)

Com uma revanche latente – apesar da grande vantagem em confrontos -, Argentina encara a Bolívia logo mais, às 21h45 (Horário de Brasília), no Estádio Ciudad de La Plata, também conhecido como Estádio Único. Esta será a primeira partida da Copa América 2011. Espn Brasil, EspnHD, SporTv e SporTvHD transmitirão ao vivo. 

Ao todo, as duas Seleções já se enfrentaram 30 vezes, com ampla vantagem argenta: 22 vitórias, dois empates e apenas seis derrotas. Marcando 80 gols e sofrendo 29. Quando trata-se, especificamente, da Copa América a vantagem permanece grande, em 13 partidas, foram dez vitórias da Argentina, um empate e duas derrotas, com 60 gols convertidos e sete sofridos. 

Entretanto, apesar de o histórico jogar a favor dos hermanos a última partida entre ambas Seleções, ainda pela Eliminatória Copa do Mundo 2010, não sai da cabeça de ninguém: o expressivo 6 a 1, para Bolívia, na altitude de La Paz. Ironicamente, poucos dias após Diego Maradona, na época selecionador nacional, ter feito propaganda pró jogos na altitude e polemizado sobre os possíveis efeitos de tais condições.

Daquela equipe: Juan Pablo Carrizo, Maxi Rodríguez, Fernando Gago e Angel Di María iniciarão a partida no banco de suplentes, no entanto, Javier Zanetti, Javier Mascherano, Lionel Messi e Carlos Tevez estarão em campo como titulares. Como o técnico e os tempos são outros, Sergio Batista, atual selecionador, organizou a equipe no habitual 4-3-3, com: Sergio Romero; Javier Zanetti, Nicolás Burdisso, Gabriel Milito e Marcos Rojo; Éver Banega, Javier Mascherano e Esteban Cambiasso; Ezequiel Lavezzi, Lionel Messi e Carlos Tévez.

Confira os confrontos (em negrito os da Copa América):

16.10.1926 Copa América Argentina 5 x 0 Bolívia
30.10.1927 Copa América Argentina 7 x 1 Bolívia
18.01.1945 Copa América Argentina 4 x 0 Bolívia
19.01.1946 Copa América Argentina 7 x 1 Bolívia
04.12.1947 Copa América Argentina 7 x 0 Bolívia

06.10.1957 Eliminatórias Copa do Mundo 1958 Bolívia 2 x 0 Argentina
27.10.1957 Eliminatórias Copa do Mundo 1958 Argentina 4 x 0 Bolívia
11.03.1959 Copa América Argentina 2 x 0 Bolívia
28.03.1963 Copa América Bolívia 3 x 2 Argentina
17.08.1965 Eliminatória Copa do Mundo 1966 Argentina 4 x 1 Bolívia
29.08.1965 Eliminatória Copa do Mundo 1966 Bolívia 1 x 2 Argentina
22.01.1967 Copa América Argentina 1 x 0 Bolívia
27.07.1969 Eliminatória Copa do Mundo 1970 Bolívia 3 x 1 Argentina
24.08.1969 Eliminatória Copa do Mundo 1970 Argentina 1 x 0 Bolívia
09.09.1973 Eliminatória Copa do Mundo 1974 Argentina 4 x 0 Bolívia
23.09.1973 Eliminatória Copa do Mundo 1974 Bolívia 0 x 1 Argentina
26.06.1975 Amistoso Bolívia 1 x 2 Argentina
18.07.1979 Copa América Bolívia 2 x 1 Argentina
08.08.1979 Copa América Argentina 3 x 0 Bolívia
10.07.1989 Copa América Argentina 0 x 0 Bolívia
17.06.1993 Copa América Argentina 1 x 0 Bolívia
08.07.1995 Copa América Argentina 2 x 1 Bolívia
24.04.1996 Eliminatória Copa do Mundo 1998 Argentina 3 x 1 Bolívia
02.04.1997 Eliminatória Copa do Mundo 1998 Bolívia 2 x 1 Argentina
04.06.2000 Eliminatória Copa do Mundo 2002 Argentina 1 x 0 Bolívia
25.04.2001 Eliminatória Copa do Mundo 2002 Bolívia 3 x 3 Argentina
14.11.2006 Eliminatória Copa do Mundo 2006 Argentina 3 x 0 Bolívia
26.03.2006 Eliminatória Copa do Mundo 2006 Bolívia 1 x 2 Argentina
17.11.2007 Eliminatória Copa do Mundo 2010 Argentina 3 x 0 Bolívia
01.04.2010 Eliminatória Copa do Mundo 2010 Bolívia 6 x 1 Argentina

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 31 de maio de 2011 Copa América, Seleção | 20:20

A lista preliminar e algumas observações

Compartilhe: Twitter

(Sem legenda)

O, até então, renegado Carlos Tévez era a incógnita que temperava a lista (preliminar) para Copa América 2011, que será disputada no país, entre os dias 1º a 24 de julho. E com o já habitual atraso, Sergio Batista, selecionador da Argentina, divulgou-a com 26 convocados, entre eles, o nome do Apache. Entretanto, destes nomes, quatro serão cortados até 27 de junho, data limite para inscrição.

Para surpresa, deste que vos escreve, o nome do lateral-direito do Racing Iván Pillud e do defensor do Porto Nicolás Otamendi não constam na lista. Visto que ambos foram bem quando solicitados. Já as presenças de Fabián Monzón, lateral-esquerdo/volante do Boca Juniors, Diego Valeri, meia do Lanús, Enzo Pérez, meia do Estudiantes, e o arqueiro do River Plate Juan Pablo Carrizo – apesar da atual má fase -, foram pontos, ao meu ver, positivos. Renovação e espaço a jogadores do futebol local. Destes três, o que possui mais chances de conseguir uma vaga de titular é Monzón, caso esteja na lista definitiva, pois a vaga na lateral-esquerda ainda está aberta e Rojo, que é o outro candidato volta de contusão. Acredito que Pérez e Valeri disputam uma vaga nesta lista definitiva. O outro poderá ser Biglia, caso não esteja totalmente recuperado de lesão. Um fato histórico que merece destaque: a volta de laterais de ofício.

Já as presenças dos atacantes Sergio Agüero, do Atlético de Madrid, e Carlitos Tévez, do Manchester City, na minha concepção, não passa de “politicagem” do selecionador. Concordo com a presença de ambos, mas Checho Batista fazia questão de reiterar sempre, que questionado, que não contava com eles para o torneio e, após pressão popular, interna e midiática, cedeu. Sobretudo, em relação a Carlitos. Já o goleiro Mariano Andújar foi chamado para vaga de Oscar Ustari, após nova lesão hoje pela manhã. Andújar e Carrizo disputam a vaga de reserva imediato de Romero.

No mais, nada diferente do habitual. Destes nomes que serão cortados, provavelmente, serão de um defensor, dois meias e um atacante – este poderá ser Diego Milito, caso não demonstre está 100% recuperado da lesão. Os trabalhos serão iniciados a partir de 8 de junho, em Ezeiza.

Confira a lista preliminar:

Goleiros – Sergio Romero (AZ Alkmaar-HOL), Mariano Andújar (Catania-ITA) e Juan Pablo Carrizo (River Plate-ARG).

Defensores – Javier Zanetti (Internazionale-ITA), Gabriel Milito (Barcelona-ESP), Pablo Zabaleta (Manchester City-ING), Nicolás Burdisso (Roma-ITA), Fabián Monzón (Boca Juniors-ARG), Nicolás Pareja (Spartak de Moscou-RUS), Marcos Rojo (Spartak de Moscou-RUS) e Ezequiel Garay (Benfica-POR).

Meiocampistas – Esteban Cambiasso (Internazionale-ITA), Javier Mascherano (Barcelona-ESP), Enzo Pérez (Estudiantes-ARG), Diego Valeri (Lanús-ARG), Éver Banega (Valencia-ESP), Fernando Gago (Real Madrid-ESP), Lucas Biglia (Anderlecht-BEL) e Javier Pastore (Palermo-ITA).

Atacantes – Lionel Messi (Barcelona-ESP), Ezequiel Lavezzi (Napoli-ITA), Carlos Tévez (Manchester City-ING), Gonzalo Higuaín (Real Madrid-ESP), Ángel Di María (Real Madrid-ESP), Sergio Agüero (Atlético de Madrid-ESP) e Diego Milito (Internazionale-ITA).
__

Dos nomes que constam na pré-lista de convocados a Copa América, apenas Mario Bolatti, Pablo Zabaleta e Ezequiel Garay vão encarar a Nigéria, amanhã, às 15h (horário de Brasília).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 11 de março de 2011 Seleção | 23:03

“Surpresas”, ausências e a incoerência Batistiana…

Compartilhe: Twitter

Um suspense desnecessário. Não obstante, a imprensa argentina, e alguns jornalistas brasileiros interessados, já haviam adiantados as “surpresas” da lista de convocados da Argentina para os amistosos, ante Estados Unidos e Costa Rica, nos dias 26 e 29 de março, respectivamente. Nomes como Demichelis, Heinze, Tévez e Agüero permaneceram ausentes, cada qual com seus motivos. Enquanto, Gabbarini, Fazio, Belluschi, Salvio e Gaitán foram as “surpresas”.

Este é Batista(.)

Pois bem, Sergio Batista, selecionador nacional, realmente é um cara engraçado. Segurou ao máximo o lista de convocados para no fim não surpreender ninguém com sua incoerência – já vista dias atrás na lista caseira -, e igualmente sem critério. 

Retornos merecidos. O volante Mario Bolatti teve um merecido retorno. Chegou ao Inter, mostrou personalidade, voltou a ter sequência de jogo e tem marcados alguns gols importantes. Todavia, o zagueiro Federico Fazio já foi campeão pela Seleção Sub 20, Olímpica e já havia sido convocado há três anos, para a profissional. Ou seja, alguém com personalidade e, que provavelmente, não sentirá a camisa. 

A legião portuguesa… O meia Fernando Belluschi, do Porto, é um bom nome e merecia uma chance há tempos, mas o nome da vez em Portugal é o extremo direito Eduardo Salvio, que está sendo especulado em diversos clubes europeus. Pertence ao Atlético de Madrid, mas está emprestado ao Benfica. Outro nome encarnado é o do atacante Nicolás Gaitán, que também tem se destacado. Sem falar do criticado, porém bom, Otamendi que tem feito ótimas partidas pelos Dragões. E defende-o: foi jogado aos leões por Maradona, o escalando numa posição que não é a sua.

Qual foi o critério? Afinal, Adrian Gabbarini é um bom goleiro e por diversas vezes foi especulado na Seleção. Mas, neste momento, encontra-se na reserva de Navarro, no Indep’te, goleiro este que já foi elogiado por Batista. O selecionador também já afirmou que o importante desta posição é a sequência. Enfim, desde a última convocação me questiono quanto a isso. Sei que é inútil, mas é um exercício. Acho que Batista deveria fazer o mesmo. Não que Ezequiel Garay seja ruim, é que ele não é bom. (Seria Garay, o Palermo de Batista?)

Estas ausências se justiçam… Pois, como já foi dito anteriormente, Demichelis e Heinze possuem pouquíssimas chances de voltar. Vide que Batista prega renovação, e suas idades e apresentações pela Albiceleste não os credenciam. Além das ausências, em relação a última lista, de Gago e Pareja por causa de lesão.

Estas talvez. Na verdade, Tévez e Agüero seguem fora por castigo. Ambos ficaram de fora do amistoso ante Brasil por estarem lesionados, porém Carlitos jogou no dia seguinte pelo Manchester City, enquanto, Aguëro jogou pelo Atlético de Madrid, uma semana depois.

Confira a lista de convocados:

Goleiros
Sergio Romero (AZ Alkmaar-HOL), Mariano Andujar (Catania-ITA) e Adrián Gabbarini (Independiente).

Defensores
Federico Fazio (Sevilla-ESP), Javier Zanetti (Internazionale-ITA), Ezequiel Garay (Real Madrid-ESP), Pablo Zabaleta (Manchester City-ING), Marcos Rojo (Spartak Moscou-RUS), Gabriel Milito (Barcelona-ESP), Nicolás Burdisso (Roma-ITA) e Nicolás Otamendi (Porto-POR).

Meiocampistas
Mario Bolatti (Internacional), Javier Mascherano (Barcelona-ESP), Éver Banega (Valência-ESP), Lucas Biglia (Anderlecht-BEL), José Sosa (Napoli-ITA), Esteban Cambiasso (Internazionale-ITA), Fernando Belluschi (Porto-POR), Angel Di María (Real Madrid-ESP) e Javier Pastore (Napoli-ITA). 

Atacantes
Ezequiel Lavezzi (Napoli-ITA), Lionel Messi (Barcelona-ESP), Nicolás Gaitán (Benfica-POR) e Eduardo Salvio (Benfica-POR).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 Mercado, No Exterior | 03:13

Mercado: Argentinos tipo exportação

Compartilhe: Twitter

Segundo o site transfermarkt.de, no último ano ingressou mais de 102 milhões de euros (R$ 138,4 milhões), com o balanço positivo em 68 milhões de euros (R$ 92 milhões). Nesta janela, o clube europeu que mais injetou capital no país foi o Metalist Kharkov-UCR, com 10 milhões de euros (R$ 13,5 milhões) pelas compras de Cristaldo e Blanco.

Outro dado que vale a pena mencionar é o estudo apresentado pelo advogado francês especialista em direito esportivo, Michel Pautot, que mostra a Argentina como a maior exportadora de futebolístas, em 2009/2010, superando o Brasil: 1800, contra 1440.

Confiram algumas movimentações abaixo:

Blanco e Cristaldo na apresentação do Metalist Kharkov, da Ucrânia.

Apesar de ter um sistema ofensivo de alta qualidade, o Vélez Sarsfield vendeu 80% do passe do reserva de luxo Jonathan Cristaldo para o Metalist Kharkov-UCR, por 5 milhões de euros (R$ 8,3 milhões). Agora, ele jogará junto a Sebastián Blanco, ex-Lanús, que também foi contratado pelo clube ucraniano, por 5 milhões de euros (R$ 11,3 milhões).

O Estudiantes contratou pouco e, ainda, vendeu um dos destaques da equipe, o jovem lateral esquerdo Marcos Rojo, para Spartak Moscou-RUS, por 2 milhões de euros (R$ 4,5 milhões). Enquanto que River Plate teve diversas ofertas para se desfazer de suas jovens promessas, mas vendeu apenas o meia Diego Buonanotte, ao Málaga-ESP, por 4 milhões de dólares (R$ 6,6 milhões), porém o atleta permanecerá no clube de Núñez por mais um semestre.

Já o Racing demorou a ir às compras, mas foi um dos primeiros a perder jogadores. Além de Ayala, Lucas Castromán também se aposentou ao término do contrato. Enquanto, José Luis Fernández foi vendido ao Benfica-POR, por 1,5 milhões de euros (R$ 3,3 milhões).

A novela Mauro Formica, ex-NOB, se arrastou por mais de um mês, mas o atleta transferiu-se. Vai jogar no Blackburn Rovers-ING.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 25 de janeiro de 2011 Seleção | 18:02

Palavra chave: Renovação

Compartilhe: Twitter

Atualizado às 0h02 de 28.01

Finalmente, Batista apresentou a lista oficial. Pérez ficou fora.

Após vazar uma lista extra-oficial, ontem, com os convocados para o amistoso ante Portugal, em Genebra, na Suíça, dia 09 de fevereiro, o selecionador da Argentina, Sergio Batista, apresentou a lista oficial, hoje. E como já era sabido por todos, algumas ausências e novidades se fizeram presentes. E apesar de não descartar os ausentes de futuras convocações, fez questão de justificar a lista com a palavra chave: “renovação”.

Dentre os ausentes, nomes como Martín Demichelis, Gabriel Heinze, Carlos Tévez, Sergio Agüero, dentre outros. Na contramão, Ezequiel Garay, Marcos Rojo e Juan Manuel Martínez foram as novidades. Enzo Pérez que estava na extra-oficial ficou fora, Cristian Chávez foi convocado em seu lugar, dois dias depois.

Contudo, não são as ausências ou as novidades que mais me chamam a atenção, mas sim, uma mudança de estilo. Checho Batista, que ainda não possui grandes índices de aprovação, tenta ao máximo se afastar do estilo do antecessor Diego Maradona e mostrou isso desde as primeiras convocatórias, como interino, ao trazer de volta Javier Zanetti e Esteban Cambiasso.

Porém, o jeito Pep Guardiola mostra-se cada vez mais presente em sua equipe, vide o esquema e a peça chave, Lionel Messi. Agora, quer experimentá-lo centralizado, com dois atacantes pelos flancos. No meio de campo, tem cada vez mais utilizado volantes leves, com boa saída de jogo e que se apresentam ao ataque – nesta lista, Cambiasso, Gago, Biglia, Banega e Sosa -, além do meia Pastore, que dispensa comentários. E Mascherano mais recuado protegendo a zaga.

Mas a convocação de três laterais de oficio – Rojo, Zabaleta e Zanetti – apresenta um novo panorama: a volta, mesmo que lenta, dos laterais à seleção argentina. Observando que, por questões culturais, não possuem muitos jogadores na posição, mas sim, zagueiros improvisados.

No ataque, falta um jogador de referência, mas assim, como o Barça de Guardiola, o homem de referência possui leveza e mobilidade. Tévez poderia ser este homem, Milito é. Pelos flancos Burrito Martínez e Gaitán, ganham justa oportunidade, além de Lavezzi e Di María.

É fato, que uma renovação está sendo feita, de nomes e estilos. Experimentar é necessário. E se é para se espelhar em alguém que seja em um técnico de verdade, como é Guardiola, e no melhor time da atualidade, o Barcelona.

Demichelis e Heinze

A explicação para a ausência dos defensores é simples: idade avançada, 30 e 32, respectivamente – visando o próximo Mundial – e as más atuações. Destes, o Gringo é o que tem menos chances de voltar.

Tévez e Agüero

Não sabe-se o real motivo da ausência e Checho prefere não falar. Justificou à (quase) todos a não convocação, menos a ambos, o que gerou um desconforto. Porém, pode ter sido motivado pela última convocação, na qual ambos foram dispensados por estarem lesionados e poucos dias depois atuaram por suas equipes.

Enzo Pérez e Cristian Chávez

Após a lista extra-oficial ser divulgada, Alejandro Sabella, técnico do Estudiantes, e pediu a dispensa de seu atleta da convocatória para que ele se preparem melhor para a temporada. E apesar de ser um desejo antigo de Batista e já conhecido pelo treinador Pincha, o selecionador abriu mão do atleta e levou Pochi Chávez. O volante Xeneize tem colecionado boas atuações tanto no último Apertura quanto nesta pré-temporada. Marcação, passe e arremates de média e longa distância são algumas de suas características.

Ezequiel Garay

O zagueiro Merengue foi campeão das Olimpíadas de Pequim 2008, sob o comando de Batista, e isso é um ponto positivo. E, diga-se, que o galáctico Real Madrid-ESP sufoca qualquer jogador mediano. Assim o fez com Garay, que, após empréstimo ao Racing Santander-ESP, não conseguiu se firmar na equipe de Mourinho e já foi colocado pelo técnico na lista dos transferíveis. Nem a fase de escassez de grandes zagueiros argentinos, me fez entender essa convocação.

Abaixo, a lista de convocados.

Goleiros

Sergio Romero (AZ Alkmar-HOL)
Mariano Andújar (Catania-ITA)

Defensores

Javier Zanetti (Inter-ITA)
Pablo Zabaleta (Manchester City-ING)
Nicolás Pareja (Spartak Moscou-RUS)
Nicolás Burdisso (Roma-ITA)
Ezequiel Garay (Real Madrid-ESP)
Marcos Rojo (Spartak Moscou-RUS)
Nicolás Otamendi (Porto-POR)
Gabriel Milito (Barcelona-ESP)

Meiocampistas

Esteban Cambiasso (Inter-ITA)
Fernando Gago (Real Madrid-ESP)
Lucas Biglia (Anderletch-BEL)
José Sosa (Napoli-ITA)
Angel Di María (Real Madrid-ESP)
Javier Mascherano (Barcelona-ESP)
Éver Banega (Valência-ESP)
Javier Pastore (Palermo-ITA)
Cristian Chávez (Boca Juniors)

Atacantes

Lionel Messi (Barcelona-ESP)
Ezequiel Lavezzi (Napoli-ITA)
Diego Milito (Inter-ITA)
Nicolás Gaitán (Benfica-POR)
Juan Manuel Martínez (Vélez Sarsfield)

Autor: Tags: , , , , , , , , ,