Publicidade

Posts com a Tag Diego Valeri

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012 Copa Libertadores da América, Lanús | 08:00

Granate pronto para explodir!

Compartilhe: Twitter

Muitos, sobretudo, no Brasil vão preferir ficar com a imagem daquela equipe que foi desclassificada pela desconhecida Barracas Central, da B Metropolitana (terceira divisão), na Copa Argentina. No entanto, tenho que avisá-los que é mais recomendável escolher a equipe que goleou o San Lorenzo, na estreia do Clausura.

A principal peça da equipe: Diego Valeri.

Não que o Lanús seja um bicho papão, pois não é. Mas, na minha concepção, a equipe tem o melhor elenco do futebol argentino, embora nem sempre as grandes peças estejam aptas a jogar. Talvez as lesões sejam os maiores trunfos dos adversários. Nas primeiras rodadas da Libertadores, por exemplo, os experientes Mauro Camoranesi e Mario Regueiro estarão fora. Contudo, a equipe ainda conta com Diego Valeri, que foi fundamental na estréio do Clausura, Matías Fritzler, Luciano Balbi, Mariano Pavone e Juan Neira, dentre outros.

Confira ainda: Sem Love, Flamengo aposta em Ronaldinho contra Lanús

O Granate normalmente atua no 4-2-3-1. Porém varia tanto dentro da partida, que, pode-se dizer, o único que guarda de fato posição é Pavone, como homem de referência. Também não é difícil observar três atacantes. Valeri é o jogador da armação e, apesar da irregularidade no último Apertura, é um jogador de qualidade. Ele já demonstrou está afiado nas bolas paradas. Esta que é uma das principais armas do Lanús, assim como as linhas de passe e posse de bola.

O Lanús não é uma das grandes do futebol argentino. Embora a base tenha sido mantida, a equipe necessita de ritmo de jogo. Contudo, ainda é mais coerente escolher o Lanús do Clausura, ou melhor, da Libertadores. E vale acreditar que este poderá vir com mais gana.

Grupo: O Granate terá pela frente um trio complicado – Flamengo, Emelec e Olimpia -, ambos com experiência em competições continentais. No entanto, aposto que os argentinos passam de fase, apesar de vislumbrar dificuldade.

Time base: Augustín Marchesín; Luciano Balbi (Maxi Velázquez), Braghieri (Izquierdo), Paolo Goltz e Carlos Araújo; Matías Fritzler e Diego González; Juan Neira, Matías Pareyra e Diego Valeri; Mariano Pavone.

Leia também: De Volta à Libertadores, Boca Juniors quer reeditar saga vitoriosa
Leia também: Vélez Sarsfield quer voltar a ser Fortín
Leia também: Arsenal e a missão de incomodar

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 AFA, Seleção | 19:11

Lista “local”: Riquelme e Verón?

Compartilhe: Twitter

Sabella força a barra e convoca Riquelme e Verón de uma só vez.

Nesta tarde, o novo selecionador da Argentina, Alejandro Sabella, apresentou a lista de 24 convocados para enfrentar o Brasil, dias 14 e 28 de setembro, reeditando, assim, a extinta Copa Rocca, rebatizada de “Superclássido das Américas”. Os jogadores, que atuam exclusivamente no futebol local, começam a treinar no prédio da AFA, dia 23 deste mês.

Vélez Sarsfield e Estudiantes foram as equipes que mais cederam atletas para a Seleção local, seis cada. Uma mescla entre o último clube do treinador e o atual campeão nacional. Racing, Boca Juniors, Lanús, San Lorenzo e Arsenal foram as outras equipes que tiveram jogadores convocados.

Dentre as novidades, Marcelo Barovero, Héctor Canteros, Lucas Castro e Emmanuel Gigliotti que foram citados pela primeira vez. Além do retorno de Juan Román Riquelme e Juan Sebastián Verón. O primeiro volta a Albiceleste após três anos ausente e uma sequência regular de lesões, enquanto, o segundo não atua há meses por diversos problemas físicos. Apostar faz-se necessário, mas não precisava forçar a amizade.

Lista de convocados:

Goleiros: Marcelo Barovero (Vélez Sarsfield) e Agustín Orión (Boca Juniors);
Defensores: Sebastián Domínguez (Vélez Sarsfield), Emiliano Papa (Vélez Sarsfield), Christian Cellay (Estudiantes de La Plata), Leandro Desábato (Estudiantes de La Plata), Iván Pillud (Racing Club), Clemente Rodríguez (Boca Juniors), Jonathan Bottinelli (San Lorenzo) e Lisandro López (Arsenal de Sarandí);
Meiocampistas: Augusto Fernández (Vélez Sarsfield), Rodrigo Braña (Estudiantes de La Plata), Juan Sebastián Verón (Estudiantes de La Plata), Juan Román Riquelme (Boca Juniors), Christian Chávez (Boca Juniors), Diego Valeri (Lanús), Héctor Canteros (Vélez Sarsfield), Lucas Castro (Racing Club) e Agustín Pelletieri (Racing Club);
Atacantes: Juan Manuel Martínez (Vélez Sarsfield), Gastón Fernández (Estudiantes de La Plata), Mauro Boselli (Estudiantes de La Plata), Gabriel Hauche (Racing Club) e Emmanuel Gigliotti (San Lorenzo).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 31 de maio de 2011 Copa América, Seleção | 20:20

A lista preliminar e algumas observações

Compartilhe: Twitter

(Sem legenda)

O, até então, renegado Carlos Tévez era a incógnita que temperava a lista (preliminar) para Copa América 2011, que será disputada no país, entre os dias 1º a 24 de julho. E com o já habitual atraso, Sergio Batista, selecionador da Argentina, divulgou-a com 26 convocados, entre eles, o nome do Apache. Entretanto, destes nomes, quatro serão cortados até 27 de junho, data limite para inscrição.

Para surpresa, deste que vos escreve, o nome do lateral-direito do Racing Iván Pillud e do defensor do Porto Nicolás Otamendi não constam na lista. Visto que ambos foram bem quando solicitados. Já as presenças de Fabián Monzón, lateral-esquerdo/volante do Boca Juniors, Diego Valeri, meia do Lanús, Enzo Pérez, meia do Estudiantes, e o arqueiro do River Plate Juan Pablo Carrizo – apesar da atual má fase -, foram pontos, ao meu ver, positivos. Renovação e espaço a jogadores do futebol local. Destes três, o que possui mais chances de conseguir uma vaga de titular é Monzón, caso esteja na lista definitiva, pois a vaga na lateral-esquerda ainda está aberta e Rojo, que é o outro candidato volta de contusão. Acredito que Pérez e Valeri disputam uma vaga nesta lista definitiva. O outro poderá ser Biglia, caso não esteja totalmente recuperado de lesão. Um fato histórico que merece destaque: a volta de laterais de ofício.

Já as presenças dos atacantes Sergio Agüero, do Atlético de Madrid, e Carlitos Tévez, do Manchester City, na minha concepção, não passa de “politicagem” do selecionador. Concordo com a presença de ambos, mas Checho Batista fazia questão de reiterar sempre, que questionado, que não contava com eles para o torneio e, após pressão popular, interna e midiática, cedeu. Sobretudo, em relação a Carlitos. Já o goleiro Mariano Andújar foi chamado para vaga de Oscar Ustari, após nova lesão hoje pela manhã. Andújar e Carrizo disputam a vaga de reserva imediato de Romero.

No mais, nada diferente do habitual. Destes nomes que serão cortados, provavelmente, serão de um defensor, dois meias e um atacante – este poderá ser Diego Milito, caso não demonstre está 100% recuperado da lesão. Os trabalhos serão iniciados a partir de 8 de junho, em Ezeiza.

Confira a lista preliminar:

Goleiros – Sergio Romero (AZ Alkmaar-HOL), Mariano Andújar (Catania-ITA) e Juan Pablo Carrizo (River Plate-ARG).

Defensores – Javier Zanetti (Internazionale-ITA), Gabriel Milito (Barcelona-ESP), Pablo Zabaleta (Manchester City-ING), Nicolás Burdisso (Roma-ITA), Fabián Monzón (Boca Juniors-ARG), Nicolás Pareja (Spartak de Moscou-RUS), Marcos Rojo (Spartak de Moscou-RUS) e Ezequiel Garay (Benfica-POR).

Meiocampistas – Esteban Cambiasso (Internazionale-ITA), Javier Mascherano (Barcelona-ESP), Enzo Pérez (Estudiantes-ARG), Diego Valeri (Lanús-ARG), Éver Banega (Valencia-ESP), Fernando Gago (Real Madrid-ESP), Lucas Biglia (Anderlecht-BEL) e Javier Pastore (Palermo-ITA).

Atacantes – Lionel Messi (Barcelona-ESP), Ezequiel Lavezzi (Napoli-ITA), Carlos Tévez (Manchester City-ING), Gonzalo Higuaín (Real Madrid-ESP), Ángel Di María (Real Madrid-ESP), Sergio Agüero (Atlético de Madrid-ESP) e Diego Milito (Internazionale-ITA).
__

Dos nomes que constam na pré-lista de convocados a Copa América, apenas Mario Bolatti, Pablo Zabaleta e Ezequiel Garay vão encarar a Nigéria, amanhã, às 15h (horário de Brasília).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 25 de maio de 2011 Seleção | 19:15

Valeu pela festa!

Compartilhe: Twitter

Num amistoso que mais serviu pelos festejos da inauguração do Estádio Centenario, em Chaco, do que para avaliar atletas, Argentina derrotou o Paraguai, por 4 a 2, e finalizou a série de três amistosos com futebolistas que atuam no país. Gabriel Hauche, converteu um doblete, Fede Fernández e Enzo Pérez marcaram para seleção local; Zeballos e Marecos descontaram.

Jogadores festejando o segundo gol, de Fede Fernández.

Não tardou para a Albiceleste tomar as iniciativas do encontro, logo aos oito minutos, Fabian Monzón fez boa jogada e ao cortar o defensor guarani rebateu a bola para o centro da área, Hauche aproveitou e abriu o marcador. Mas seis minutos depois, a zaga mostrou a fragilidade que lhe tem sido habitual. Todos ficaram observando, enquanto, Pablo Zeballos carregou a bola e bateu no canto direito do mal posicionado Carrizo.

Aos 36, Fede Fernández ampliou, de cabeça, aproveitando uma cobrança de falta de Diego Valeri. E oito minutos depois, Pillud recebeu pela direita do ataque, fez bela jogada e assistiu Hauche. Gol made in Racing.

No segundo tempo, o Paraguai com o placar adverso buscou mais o gol até que aos 11 minutos, Elvis Marecos, de cabeça, após um cruzamento, descontou. Carrizo fez golpe de vista e a zaga, novamente, marcou errado. Então, o time da casa acordou e foi para cima, Erik Lamela, em sua primeira participação incisiva, chutou e Silva espalmou no travessão. Aos 28, Pérez aproveitou o rebote e ampliou. Contudo, a Celeste y Blanco continuou atacando e, assim, deixaram alguns espaços. Foi então que o goleiro Millionário pôde mostrar serviço em ao menos duas oportunidades salvou a equipe. No final, o amistoso entre Argentina B e Paraguai B valeu pelos festejos.

Gols da partida:

Nos dois gols guaranís, Carrizo teve parcela de culpa – no primeiro estava mal posicionado, no segundo, fez golpe de vista -, mas em ao menos dois lances salvou o time. Em todos os lances, a defesa mostrou-se frágil. Entretanto, arrisco-me a dizer que apenas o goleiro Carrizo – arriscado pela péssima fase –, o lateral-direito Iván Pillud – que foi absoluto em todos os testes que foi submetido, inclusive com belas jogadas – e talvez o meia Diego Valeri e o lateral-esquerdo Fabián Monzón poderiam disputar outra vaga na lista de (pré-)convocados a Copa América.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de março de 2011 Seleção | 22:13

Convocação caseira

Compartilhe: Twitter

Batista apresenta a lista de convocados para o amistoso ante Venezuela. (Reprodução: AFA)

Com um pouco da incoerência maradoniana, o selecionador nacional Sergio Batista apresentou a lista com os 22 convocados para o amistoso ante Venezuela, na próxima quarta-feira (16), no Estádio Bicentenário, que será inaugurado, assim como o novo uniforme da Seleção. Por não ser data FIFA, alinharão apenas futebolistas que atuam no futebol local.

Dentre 22 atletas, constam apenas três atacantes, vide que com a Seleção principal, por assim dizer, três é o número de atacante que são titulares. Portanto, uma nova formação será testada, provavelmente, com apenas um atacante. E repleta de volantes, ao estilo do treinador.

No gol, Augustín Marchesín é um bom arqueiro, mas é suplente em sua equipe, o Lanús. No ataque, Lucas Viatri era o atacante que estava nos planos de Checho, mas a lesão do atleta deu oportunidade a Mouche.

Nomes como Denis Stracqualursi, do Tigre, Erik Lamela e Manuel Lanzini, ambos do River Plate, Lucas Licht, do Racing, seguem ausentes. Outros como, por exemplo, Enzo Pérez e Fede Fernández, ambos do Estudiantes, podem ser explicada pela não convocação de atletas de Argentinos Juniors e Estudiantes para não atrapalharem as equipes na Copa Libertadores da América.

Abaixo a lista de convocados:

Goleiros
Augustín Marchesín (Lanús), Javier García (Boca Juniors) 

Defensores
Fernando Tobio (Vélez Sarsfield), Jonathan Maidana (River Plate), Gastón Díaz (Vélez Sarsfield), Julián Velázquez (Independiente), Luciano Monzón (Boca Juniors), Lisando López (Arsenal), Iván Pillud (Racing Club) 

Meiocampistas
Diego Valeri (Lanús), Cristian Chávez  (Boca Juniors), Franco Razzotti (Vélez Sarsfield), Ariel Rojas (Godoy Cruz), Maximiliano Moralez (Vélez Sarsfield), Luciano Aued (Gimnasia y Esgrima La Plata), Fabián Rinaudo (Gimnasia y Esgrima La Plata), Claudio Jacob (Racing Club), Ismael Quilez  (Colón), Mauricio Sperdutti (Newell’s Old Boys) 

Atacantes
Pablo Mouche (Boca Juniors), Juan Manuel Martínez (Vélez Sarsfield), Matías Defederico (Independiente)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 1 de março de 2011 Clausura | 07:00

Fecha 3: Resumo

Compartilhe: Twitter

Após três rodadas do Clausura, entre altos e baixos de (quase) todas equipes, algumas pequenas coisas começam a se modelar. Velhas novelas seguem seus capítulos (quase) intermináveis. E já não há mais nenhum time com 100% de aproveitamento.

De uma lado, Independiente preocupado...

O embalado Olimpo recebeu Godoy Cruz, em casa, e, no jogo mais emocionante da rodada, empatou em 3 a 3. Os bahienses viraram a primeira etapa vencedo, por 2 a 0, até sofrer a virada do Tomba e só no final empatou o jogo. No entanto, a equipe não perdeu a liderança, que agora é compartilhada com o River Plate, que conseguiu uma vitória preciosa sobre Independiente, em Avellaneda, com um gol de Pavone a dois minutos do fim. Agora, está a um ponto do Rojo na tabela de Promédio. O Indep’te soma – entre Apertura e Clausura – 12 partidas sem vencer em casa.

Já o Gimnasia y Esgrima de La Plata foi à Santa Fé e derrotou o Colón, por 3 a 1. O destaque da partida foi o jovem atacante Juan Neira, que marcou um doblete. Mas mesmo com a vitória os Lobos platenses seguem na zona de descenso direto. Assim como o lanterna Quilmes, que perdeu para o Lanús, por 2 a 1. Os Cerveceros somam três derrotas em três jogos e dificilmente escapará do rebaixamento. Enquanto que, o Granate – com Valeri, artilheiro do Clausura com quatro gols, Camoranesi e Regueiro – tem grandes chances de ser a surpresa do torneio.

... do outro lado, Racing comemora.

O Racing, que chorava a ausência de Gio Moreno, viu outro colombiano disposto a tomar lugar de ídolo. É o atacante Teófilo Gutiérrez, que marcou dois na estréia, ante San Lorenzo, no Nuevo Gasómetro. Com a vitória a Academia renova mesmo que timidamente os votos de favorita ao título. Entretanto, outro antes favorito, o Vélez Sarsfield, ainda não venceu no torneio. Nesta rodada, empatou com o Argentinos Jrs, em 1 a 1, no confronto entre equipes que disputam a Copa Libertadores da América. Destaque para o atacante do Bicho, Niell, que entrou no segundo tempo e marcou mais uma vez de cabeça.

La Bombonera ferveu. Boca Juniors empatou em zero a zero com All Boys e a figura da partida foi a ausência de Riquelme. Se tivesse jogado ninguém garantia que o resultado seria outro, mas a carência fez a torcida xeneize protestar. Falando em ausência, há algo errado com o atual campeão, Estudiantes. O Pincha não tem apresentado um bom futebol e voltou a perder, desta vez, para o Banfield, em casa: 1 a 0.

Nem mesmo a estréia do técnico Roberto Pompei foi o suficiente para fazer o Huracán estrear no Clausura. A equipe encontra-se na zona de Promoción e ainda não venceu na competição. Nesta rodada, empatou em casa com Arsenal, em 1 a 1, e corre sério risco de rebaixamento. E o artilheiro do último Apertura Denis Stracqualursi – junto a Santiago Silva -, voltou a marcar e deu a vitória ao Tigre, ante Newell’s Old Boys, 1 a 0, em casa. Com este resultado, a equipe de Victoria empatou com Rey de Copas, no Promédio. Alerta Rojo

Numa rodada, em que os visitantes se deram bem, Tigre e Lanús foram as únicas equipes que venceram as partidas como mandantes. A média de gols da rodada repete a de todo o torneio até aqui: 2,3 gols por jogo. Na próxima rodada, enquanto muitos brincam carnaval, alguns jogos interessantíssimos movimentarão o fim de semana argentino.

Resultados:

(1º) Olimpo 3 x 3 Godoy Cruz (6º)
(9º) Colón 1 x 3 Gimnasia y Esgrima de La Plata (8º)
(3º) Lanús 2 x 1 Quilmes (20º)
(7º) San Lorenzo 1 x 2 Racing (4º)   
(14º) Boca juniors 0 x 0 All Boys (12º)
(5º) Estudiantes 0 x 1 Banfield (11º)
(15º) Argentinos Jrs. 1 X 1 Vélez Sarsfield (17º)
(18º) Independiente 0 x 1 River Plate (2º)
(19º) Huracán 1 x 1 Arsenal (10º)
(13º) Tigre 1 x 0 Newell’s Old Boys (16º)  

Veja os gols da rodada:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 Mercado | 02:04

Mercado: Transações domésticas… [2]

Compartilhe: Twitter

Sequência…

Franco Zuculini com a camisa do Racing, em 2008

O Racing demorou muito para ir ao mercado. Mas na reta final incorporou dois atletas, um já é conhecido da torcida, o jovem meia Franco Zuculini, que foi emprestado pelo Genoa-ITA, até 31 de junho de 2011, prorrogáveis por mais um ano. O outro foi o atacante colombiano Teófilo Gutiérrez, que segundo a imprensa argentina, um grupo de empresários comprou o atleta do Trabzonspor-TUR, por 1,5 milhões de dólares (R$ 2,5 milhões), e o colocou na Academia sem ônus. Sim… o defensor Roberto Ayala aposentou-se ao final do contrato.

O Banfield fez duas aquisições pontuais. Ao perder o técnico e o enganche para o Boca, o Taladro adquiriu 50% do passe do enganche uruguaio Diego De Souza, do Defensores Sporting-URU, por 1,5 milhões de dólares (R$ 2,5 milhões). E contratou Sebastián Méndez para o comando técnico. Além do atacante paraguaio Jorge Achucarro, ex-Newell’s Old Boys, que o clube adquiriu 100% dos direitos federativos e 50% dos econômicos e ficará em Florencio Sola, por três anos. Os valores não foram divulgados.

Sem espaço no Porto-POR e no Cruzeiro, Sebastián Prediger, pediu rescisão do empréstimo do clube brasileiro, conversou com o português e acertou o retorno, por empréstimo, ao Colón.

A venda de Mauro Formica proporcionou ao Newell’s Old Boys conseguir o objeto de desejo do clube, o atacante Claudio Bieler, do Racing, que chegou por empréstimo de seis meses. O custo foi de 200 mil dólares (R$ 333,5 mil). Chegou também ao NOB, Fabricio Fuentes, ex-Atlas-MEX

Camoranesi com a camisa da seleção italiana.

Enquanto, o Lanús repatriou dois. Diego Valeri, que rescindiu com o Almería-ESP e volto ao Granate, após dois anos, e Mauro Camoranesi, por duas temporadas, mas os valores não foram revelados.

Após a boa temporada, o Godoy Cruz promoveu um desmanche às vésperas da competição mais importante do continente – Copa Libertadores da América. O técnico Omar Asad demitiu-se e acertou com Emelec-EQU, em seu lugar chegou Jorge Da Silva. Vendeu os dois atacantes titulares – César Carranza que foi para o Lanús e Jairo Castillo para o Querétaro-MEX. E por fim, viu o astro da equipe, Mago Ramírez, fechar com Vélez.

Nesta janela de transferência o Argentinos Jrs prezou pela experiência contratou o meia Cristian Sánchez Prette, ex-Barcelona-EQU, mas que foi campeão da Libertadores pelo Estudiantes, em 2009, além do artilheiro da competição deste mesmo ano, pelo Colo Colo-CHI, Santiago Salcedo, ex-Lanús. A equipe dispensou nove atletas de menor expressão que serviam para compor elenco.

No San Lorenzo, Matías Giménez chegou, por empréstimo, em meio a negociação com o Boca por Diego Rivero. O Ciclón também contratou o atacante uruguaio Juan Manuel Salgueiro, ex-LDU Quito-EQU, e o volante Néstor Ortigoza, ex-Argentinos, por 2,5 milhões de dólares (R$ 4,1 milhões).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,