Publicidade

Posts com a Tag Boca Juniors

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011 Boca Juniors | 20:44

Boca Juniors, o melhor da década

Compartilhe: Twitter

Comemoração do título da Libertadores '07, o sexto da história do clube.

A primeira década do século XXI foi de consagração para o Boca Juniors. Após duas décadas de pouco êxito, entre os anos 2001 a 2010, a equipe Xeneize somou 13 títulos, entre nacionais e internacionais. E agora, foi eleito pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS) como a melhor equipe sulamericana da década.

Nos dez anos em questão, o clube da Ribera conquistou três títulos da Copa Libertadores da América – ’01, ’03 e ’07 -, um Mundial de Clubes ’03, o bi da Copa Sul-Americana – ’04 e ’05 -, Recopa Sul-Americana – ’05, ’06 e ’08 -, além dos campeonatos nacionais: Apertura ’03, ’05, ’08 e Clausura ’06. Nesta mesma época, a equipe ficou conhecida como “bicho-papão” dos brasileiros.

Além do Boca, outras quatro equipes argentinas figuram entre as dez melhores da lista, além de quatro brasileiras e uma uruguaia.

Confira a classificação abaixo:

1. Boca Juniors (ARG) 2.095,0 pontos
2. São Paulo (BRA) 1.939,0
3. River Plate (ARG) 1.692,0
4. Cruzeiro (BRA) 1.622,0
5. Santos (BRA) 1.567,0
6. Internacional (BRA) 1.469,0
7. Nacional (URU) 1.459,5
8. San Lorenzo (ARG) 1.442,0
9. Estudiantes de La Plata (ARG) 1.370,0
10. Vélez Sarsfield (ARG) 1.367,0

Autor: Tags: ,

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 Banfield, Boca Juniors, Mercado | 18:00

Portell, o paladino da ética

Compartilhe: Twitter
 

Carlos Portell, presidente do Banfield, o paladino da ética

Carlos Portell, presidente do Banfield, esbravejou o quanto pôde. Colocou em questão a ética do atual técnico Boquense Julio César Falcione, contratado junto ao Taladro, e de Jorge Amor Ameal, mandatário do Boca Juniors – ao afirmar que ambos não tinham códigos (de ética) – que resolveu dar por encerrada as negociações pelo meia Walter Erviti. E ainda elogiou a postura dos vicespresidente Xeneizes José Berardi e Juan Carlos Crespi, afirmando que eles sim, possuíam códigos.

Pois bem, simular faltas, pedir cartões para o adversário, xingar oponentes e árbitros, entre outras atitudes, são atos questionáveis dentro dos códigos éticos. Entretanto, são situações usuais do esporte. Aceitos ou não.

Ironicamente, no final do último Apertura, Portell tomou uma postura semelhante a dos Xeneizes, os quais ele acusou de anti-éticos. Reuniu-se com o treinador Omar Asad, ainda no Godoy Cruz, para discutir um possível contrato. Pois já tinha como certa a saída de Falcione, para o Boca. Entretanto, não houve acerto, o que não isenta o presidente do Taladro da falta de postura ética. Vide que o Turco possuía contrato com uma equipe.

Erviti, o motivo central do imbróglio Banfield-Boca

Em 2008, algo semelhante ocorreu e também relacionado a Portell e o Tomba. Enquanto, o contrato do técnico Juan Manuel Llop estava vencendo, porém ainda vigente com o clube mendocino, Portell fechou com ele para o Apertura daquele ano. Quando José Manzur, vice-presidente do Godoy Cruz, propôs uma renovação com Llop, ele já havia assinado com o Banfield.

Ou seja, ambos casos, semelhantes ao que ocorreu com o Boca Juniors e Erviti. Então, qual o sentido das declarações de Portell? Pois a diretoria aceitou a venda do atleta por unanimidade. E assim jogou os holofotes no jogador. No bom jogador, não craque.

Enfim, nem o falso moralismo de Portell, nem as falsas declarações de Love Ameal, estas últimas cada vez mais usuais entre os dirigentes. Erviti fechou por três anos com o clube da Ribera, por 3,2 milhões de dólares. E assim… Terminou mais uma novela, com códigos (de ética) ou não.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 19 de outubro de 2009 Apertura | 11:43

Los goles de la Fecha 9

Compartilhe: Twitter

E faltam 6 dias para o Superclásico River x Boca, no Monumental… Aguardem!

Autor: Tags: , , , , , , ,

domingo, 20 de setembro de 2009 Apertura | 23:54

Apertura 2009 – Goles de la 5ª fecha

Compartilhe: Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 5
  3. 6
  4. 7
  5. 8
  6. 9
  7. Última