Publicidade

Arquivo da Categoria Clausura

sábado, 28 de maio de 2011 Clausura | 14:00

Clausura, 16ª fecha

Compartilhe: Twitter

A final da Liga dos Campeões, entre Manchester United e Barcelona, ofuscará qualquer partida de qualquer campeonato no mundo, neste sábado à tarde. Isso não dá para discutir, nem quero. No entanto, há vida pré e pós título europeu.

E apesar de diversas partidas nesta 16ª rodada do Clausura terem importância para a decisão de alguma vaga, nenhuma outra carrega mais importância e pressão do que Olimpo e River Plate, em Bahía Blanca, no domingo (29). Sobretudo, após ter descido a zona de Promoción na última rodada, no lugar dos bahíense.

Uma curiosidade acerca do confronto: o River Plate conquistou em 2003, no dia 29 de junho, o Clausura em Bahía Blanca, ante Olimpo. Se apegar a história pode ser uma solução para suportar a tormenta, principalmente, nesta semana de aniversário. No entanto, lembrar que os tempos são outros faz-se necessário.

Sábado (28)
14h Colón x Argentinos Juniors
16h10 San Lorenzo x Arsenal
18h20 All Boys x Quilmes
20h20 Racing x Banfield

Domingo (29)
14h Estudiantes x Independiente
16h Boca Juniors x Newell’s Old Boys (Esporte Interativo)
18h10 Tigre x Vélez Sarsfield
20h20 Olimpo x River Plate (Esporte Interativo)

Segunda-feira (30)
16h10 Lanús x Huracán
21h10 Godoy Cruz x Gimnasia y Esgrima 

Curta. Os 58 minutos restantes da partida suspensa por causa da violência, entre Huracán e Estudiantes, válida pela 15ª fecha, será disputada na próxima quinta-feira (02), no estádio Diego Armando Maradona, às 15h10 com portas fechadas. Observar que a partida estava 2 a 0, para os Pinchas.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 16 de maio de 2011 Clausura | 19:00

Fecha 14: Resumo

Compartilhe: Twitter

Não houve outra rodada com mais vitórias de mandantes, do que a 14ª fecha foram sete ao todo. Mas esta foi a rodada do Superclássico e por si só já diz mais do que qualquer outra definição no futebol argentino. Além do mais, esta foi a rodada com a terceira média de gols do Clausura: 2,8 por partida. As outras haviam sido: quarta, com 3,3, e 12ª, com 3,0.

La Bombonera durante o Superclássico.

Com pretensões distintas, Godoy Cruz e Quilmes abriram a rodada – vide que a partida anterior foi adiada. E o Tomba levou a melhor. Mostrou um futebol mais convincente e mereceu os 2 a 0, alcançados ainda na primeira etapa.  Agora, os mendocinos seguem na cola do líder, enquanto, os Cerveceros, que no segundo tempo até tentou, mas não conseguiu, permanecem na zona de descenso direto e a derrota interrompeu uma série de cinco jogos sem derrotas – três vitórias e dois empates.

O Gimnasia y Esgrima voltou a vencer, após sete rodadas. A vítima foi o Banfield. E, estranhamente, com um dos gols de Graf, que havia marcado na última rodada, depois de quatro anos. Com o resultado, os Lobos seguem na zona de descenso direto, embora, esteja empatado com o Huracán em pontos, já o Globo perdeu. Terminando assim, as duas equipes teriam de fazer uma partida extra.

Argentinos Juniors venceu o San Lorenzo, no Nuevo Gasómetro, e agora está na zona de classificação da Copa Sul-Americana. O Bicho abriu o placar aos seis minutos, com Hernández, e sofreu o empate aos 20, com Romagnoli, mas nos descontou os visitantes ampliaram. Na segunda etapa, os donos da casa foram para cima, mas esbarram numa equipe organizada.

Em Floresta, All Boys derrotou o Arsenal, adversário direto na briga contra o descenso, numa partida morna, onde brilhou, novamente, a estrela de Gigliotti. A vitória deixou o Albo longe da zona de descenso, enquanto isso, o Viaducto desce ainda mais na tabela de promédio e encontra-se em último antes da zona de descenso.

No jogo adiado – da sexta para o sábado – por causa das fortes chuvas e relâmpagos que abateram Santa Fé, Colón derrotou o Huracán por 3 a 0. Nos primeiros minutos o Globo até esboçou uma iniciativa, mas logo sucumbiu e os Sabaleros foram superiores e venceram com propriedade.

Antes do início, Racing e Newell’s Old Boys era a partida de uma equipe irregular contra outra regular ruim. Ao término pouco mudou, mas o placar, de 3 a 0, fez jus ao que foi a partida, mas não a campanha racinguista. A vitória deixou a Academia a cinco pontos do líder, enquanto, a Lepra segue na lanterna do Clausura.

O Estudiantes entrou em campo para acabar com a marca de sete jogos sem vencer no Clausura e saiu de campo com o oitavo. Após estar duas vezes na frente no placar, o Pincha não conseguiu conter o Tigre e cedeu o empate. O Matador ainda lut contra os promédios. Já os platenses, se juntar com os resultados da Copa Libertadores, somam-se 11 partidas sem vitória.

Na Bombonera, Boca Juniors e River Plate fizeram um Superclássico cheio de condimentos e, como não poderia ser diferente, a polêmica foi maior delas. Apesar da atuação contraditória do árbitro Patrício Loustau, as maiores figuras foram Carrizo, que falhou, e Palermo, que marcou em seu último dérbi. As provocações também se fizeram presentes. Com o resultado, os Xeneizes segue pelo meio da tabela, embora esteja a seis pontos do líder, enquanto, os Millionários ficaram a cinco do Vélez e é o último antes da zona de descenso. Situação perigosa.

Melhores momentos do Superclássico:

Na sequência, em Bahía Blanca, Olimpo perdeu uma ótima oportunidade de encostar no líder e sair da zona de Promoción, ao mesmo tempo, ao perder para o também ameaçado e adversário direto Independiente. A última vitória do Rojo havia sido na nona fecha, ou seja, estava a quatro partidas – uma derrota e três empates – sem vencer, enquanto, os Aurinegros não perdiam a cinco partidas – duas vitórias e três empates.

Enquanto que, no fechamento da rodada, o líder Vélez Sarsfield foi surpreendido e perdeu, de virada, do Lanús, após está por duas vezes à frente no placar. Por conta dos compromissos na Copa Libertadores, o Fortín entrou em campo com uma equipe mista e até abriu o marcador cedo, mas não conseguiu manter o mesmo ritmo. Então, o Granate soube aproveitar a baixa de rendimento do adversário e, agora, ficou a quatro pontos do líder.

Resultados da rodada:

(2º) Godoy Cruz 2 x 0 Quilmes (18º) 
(16º) Gimnasia y Esgrima LP 2 x 0 Banfield (15º) 
(11º) San Lorenzo 1 x 2 Argentinos Juniors (6º) 
(14º) All Boys 1 x 0 Arsenal (17º) 
(10º) Colón 3 x 0 Huracán (19º) 
(5º) Racing 3 x 0 Newell’s Old Boys (20º)
(13º) Estudiantes 2 x 2 Tigre (9º) 
(8º) Boca Juniors 2 x 0 River Plate (7º)
(4º) Olimpo 1 x 2 Independiente (12º)
(3º) Lanús 3 x 2 Vélez Sarsfield (1º)

Veja os gols da rodada:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 13 de maio de 2011 Clausura | 14:46

Clausura, 14ª fecha

Compartilhe: Twitter

O Superclássico, entre Boca Juniors e River Plate, será jogado nesta rodada e, como não poderia ser diferente, todas as atenções estão voltadas para ele. Entretanto, com o Clausura chegando à reta final, alguns confrontos ganham muita importância como All Boys e Arsenal e Olimpo e Indep’te, ambos contra o rebaixamento.

Além de Godoy Cruz e Quilmes, em situações díspares, fazem um jogo importante para os próprios e para os demais, pois o Tomba briga pelo título e disputa a segunda posição contra os bahíenses e os de Núñez. Já os Cerveceros seguem na ingrata luta pela permanência. Enfim, abaixo segue a programação das partidas e por onde assisti-las. Caso prefiram, há também este link.

Sexta-feira (13)
19h10 Colón x Huracán
21h15 Godoy Cruz x Quilmes

Sábado (14)
14h Gimnasia y Esgrima LP x Banfield
16h10 San Lorenzo x Argentinos Juniors
18h20 All Boys x Arsenal
20h20 Racing x Newell’s Old Boys

Domingo (15)
14h Estudiantes x Tigre
16h Boca Juniors x River Plate (Esporte Interativo)
18h10 Olimpo x Independiente (Esporte Interativo)
20h20 Lanús x Vélez Sarsfield (Esporte Interativo)

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 9 de maio de 2011 Clausura | 23:41

Fecha 13: Resumo

Compartilhe: Twitter

Na 13ª rodada do Clausura, os maiores atrativos foram as disputas contra o descenso, contudo, o líder Vélez Sarsfield conseguiu ampliar a vantagem na liderança. Além disso, Boca Juniors manteve um mínima regularidade e o River Plate perdeu, com certeza isso será um tempero para o Superclássico da próxima semana. Estudiantes segue a derrocada. A média de gol desta fecha foi de 2,5 por partida.

Garra não faltou a GELP e Quilmes, mas foram os erros que deram o tom da partida.

A má fase do Newell’s Old Boys parece não ter fim, mas convenhamos o futebol apresentado pela equipe não ajuda. Nesta sexta-feira, na abertura da rodada, a Lepra perdeu em casa para o organizado Godoy Cruz, que, agora, encontra-se na vice liderança do torneio a quatro pontos do líder. O Tomba jogou de forma simples e objetiva, e construiu a vitória ainda na primeira etapa. Com o resultado, o NOB segue na lanterna.

A partida era entra as duas equipes que encontram-se na zona de descenso direto a B Nacional. Mas nem parecia. Quilmes e Gimnasia y Esgrima fizeram um bom jogo e apresentaram as deficiências de sempre, final, empate, com direito a gol estranho, virada e paralisação. Mas o resultado foi ruim para ambas equipes, que seguem na zona de descenso direto.

Na sequência, outra partida que envolvia equipes com interesses em comum: sair da zona de Promoción, apesar de que apenas o Olimpo conseguiria nesta rodada. Talvez por isso fez jus ao interesse, embora ambas equipes tentaram. Mas os bahíenses começaram melhor e abusaram de falhar na finalização, e quando teve um jogador expulso sofreu. Mas o Huracán não soube aproveitar e nos acréscimos levou o gol da derrota. Entretanto, por causa de outros resultados as duas equipes permaneceram na mesma posição. 

O Tigre, que também luta contra o rebaixamento, entrou em campo sabendo do resultado do Olimpo, então a equipe mostrou uma maior empolgação e objetividade contra o Colón. Diego Morales marcou um doblete e Denis Stracqualursi converteu um, o suficiente para manter o Matador fora da zona de descenso.

O irregular Racing conseguiu uma importante vitória ante Arsenal, em Sarandí. O Viaducto entrou em campo visando frear a Academia ao invés de ir para cima, vide que jogava em casa e pagou por esta postura. A partida seguia zero a zero até os 35 minutos do segundo tempo e em três minutos, os de Avellaneda marcou dois e sofreu um. Assim os donos da casa ficaram mais ameaçados na tabela de promédio, enquanto, a Acadé segue passeando pelo meio da tabela de classificação. 

Novamente, o Titán marcou e comemorou com Mouche.

“Um empate que não serve para nenhum e aborreceu a todos”, assim definiu o Canchallena. E tenho de concordar. Lanús e Estudiantes mostraram suas limitações em uma partida desagradável. De um lado, o Granate segue a sete partidas sem perder – quatro empates e três vitórias -, enquanto o Pincha permanece a seis sem vencer – três empates e três derrotas.

No Estádio Diego Armando Maradona – achei conveniente mencionar -, Boca Juniors começou arrasador, abriu o marcador com Martín Palermo, aos três minutos, e aos 20, com Juan Román Riquelme. Em seguida, o Argentinos Juniors endureceu, mas não foi o suficiente para fazer frente aos xeneizes, que apesar da vitória ainda apresenta algumas deficiências. Além da vitória, a partida foi importante para a definição da equipes e a renovação dos ânimos para o Superclássico, que será jogado na próxima semana.

Tanto River Plate quanto All Boys entraram em campo ameaçados pelo fantasma do promédio. Principalmente, após o Olimpo ter vencido o Huracán no dia anterior. Mas os Millionários pareciam não ter dado a devida importância, então o Albo tratou de fazer a parte que lhe cabia: vencer a equipe de Núñez e, assim, se manteve fora da zona de descenso. Quanto ao River, terá de se organizar para o Superclássico.

Vélez: mais líder do nunca.

No jogo entre “grandes” da rodada, Independiente, ameaçado pelo promédio, até se portou melhor em campo, sobretudo, pelos pés de Patito Rodríguez, mas ficaram no empate com o San Lorenzo. O resultado não foi bom para nenhuma das equipes.

Nesta segunda, no fechamento da rodada, Vélez Sarsfield conseguiu uma importante vitória sobre o Banfield, apesar de atuar sem suas principais figuras – Silva, Zapata, Burrito Martínez e Maxi Moralez -, além de Ortiz. Mas, todavia, o Fortín foi superior ao Taladro desde o início. O resultado proporcionou ao Vélez se isolar ainda mais na liderança do Clausura e já na próxima quinta encara o Libertad, pela Libertadores.

Resultados da rodada:

(20ª) Newell’s Old Boys 1 x 3 Godoy Cruz (2ª)
(17ª) Quilmes 2 x 2 Gimnasia y Esgrima (18ª)  
(19ª) Huracán 1 x 2 Olimpo (3ª)
(9ª) Tigre 3 x 0 Colón (13ª)  
(16ª) Arsenal 1 x 2 Racing (8ª)
(5ª) Lanús 0 x 0 Estudiantes (11ª)
(7ª) Argentinos Juniors 0 x 2 Boca Juniors (10ª)
(4ª) River Plate 0 x 2 All Boys (15ª)
(14ª) Independiente 1 x 1 San Lorenzo (6ª)
(1ª) Vélez Sarsfield 2 x 0 Banfield (12ª)

Veja os gols da rodada:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 8 de maio de 2011 Ascenso, Clausura, Gimnasia LP, Huracán, Olimpo, Quilmes | 12:19

O descenso se avizinha…

Compartilhe: Twitter

Duas partidas e o reflexo da zona de descenso. Talvez um capítulo mais, no entanto, nenhum outro representaria fielmente a situação das equipes que se encontram à mercê do tempo. A 13ª rodada reservou dois confrontos importantíssimos na luta contra o rebaixamento.

A vida não está fácil, hein, Schelotto?

Na zona de descenso direto, Gimnasia y Esgrima e Quilmes fizeram um belo confronto, neste sábado. Apesar de o empate ser ruim para ambas equipes, não haveria um resultado mais justo. Houve entrega, gol “sem querer”, virada no placar, interrupção “a la Ascenso” e velhos erros defensivos. No final, um agônico empate em 2 a 2, e, agora, mais do nunca a afirmativa de Caruso Lombardi sobre a situação de sua equipe é factível: “apenas um milagre tira o Quilmes do descenso”.

Nos Lobos platenses, Indio Ortiz, o novo técnico, semioticamente falando entregou à Deus. Se apegou a crença e não levou a melhor equipe à campo, deixou no banco o jovem Juan Neira e o voluntarioso Luciano Aued. Mas contou com, talvez, a mão divina o atacante Luciano Graf, após quatro anos, voltou a marcar.

Em seguida, na zona de Promoción, Huracán e Olimpo fizeram outro jogo bastante movimentado. E o ataque falho de ambas equipes mostrou o porquê da situação delas. Os Aurinegros começaram melhor, criavam as oportunidades, mas pecavam na finalização. No início da segunda etapa, em dois minutos dois gols – Olimpo abriu o marcador e Huracán empatou. E o equilíbrio se fez presente.

Todavia, após a expulsão do volante Roberto Brum, do Olimpo, o Globo soube ocupar os espaços e foi para cima. Entretanto, não soube aproveitar as chances criadas. Pagou. Aos 46 minutos do segundo tempo, Bareiro marcou o gol da vitória bahíense, que dos dois confrontos entre equipes que encontram-se na zona de descenso é o time mais organizado.

Gimnasia y Esgrima, Quilmes e Huracán brigam por uma vaga na zona de Promoción, enquanto dois desceram diretamente. Olimpo, All Boys, Independiente, Arsenal, Tigre e River Plate lutam contra a outra vaga, na Promoción. Os dois primeiros são os maiores candidatos por causa dos promédios. Faltam seis fechas até o final do torneio. Aguardem os próximos capítulos…

Promoção. Após 12 anos, Atlanta está de volta a B Nacional (2ª divisão). Faltam quatro partidas até o término da Primera B Metropolitana (3ª divisão) e, apesar da derrota para o Barracas Central, os Bohemios já não podem ser alcançados na liderança pelo segundo colocado, Defensores de Belgrano, que perdeu para o Nueva Chicago. Portanto, título e promoção.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 6 de maio de 2011 Clausura | 17:18

Clausura, 13ª fecha

Compartilhe: Twitter

A 13ª rodada do Clausura reserva alguns atrativos, sobretudo, na parte de baixo da tabela. Entretanto, nesta sexta-feira apenas uma partida movimentará a fecha.

As duas equipes que hoje seriam rebaixadas diretamente – Quilmes e Gimnasia y Esgrima – fazem, neste sábado um duelo interessante. Os Lobos platenses seguem em derrocada e estrearam novo técnico, já os Cerveceros em boa fase tem tudo para fazer outra vítima. Embora, os promédios neguem o valor do confronto. Na sequência, Huracán e Olimpo fazem o duelo da zona de Promoción, a vitória pode representar sobrevida.

No domingo, Estudiantes – que acabara de ser eliminado da Copa Libertadores -, Argentinos Juniors e Boca Juniors duelam no Estádio Diego Armando Maradona, com presença de Riquelme, ou melhor, com a repetição da mesma equipe do último confronto. Em seguida, River Plate e All Boys, sem Ortega por questões contratuais, se enfrentam no Monumental de Núñez. E o jogo entre os grandes – diferente de clássico -, fica por conta de Independiente e San Lorenzo.

E no fechamento da rodada, na segunda-feira, Vélez Sarsfield encara o Banfield. Após o Fortín se classificar na Libertadores, poderá ganhar gordura na liderança do Clausura. Enfim, atrativos não faltam a esta fecha da Primera División. Divirtam-se com suas mães, mas não se esqueçam de acompanhar a rodada. Caso prefiram, assistam por aqui.

Sexta-feira (06)
20h10 Newell’s Old Boys x Godoy Cruz

Sábado (07)
14h Quilmes x Gimnasia y Esgrima
16h10 Huracán x Olimpo
18h20 Tigre x Colón
20h20 Arsenal x Racing

Domingo (08)
14h Lanús x Estudiantes (Esporte Interativo)
16h Argentinos Juniors x Boca Juniors (Esporte Interativo)
18h10 River Plate x All Boys (Esporte Interativo)
20h20 Independiente x San Lorenzo

Segunda-feira (09)
20h10 Vélez Sarsfield x Banfield

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 2 de maio de 2011 Clausura | 23:42

Fecha 12: Resumo

Compartilhe: Twitter

Apesar do golaço de Palermo, foi Villafañez que roubou a cena, na Bombonera.

Grandes jogos e muitos gols – média de 3,0 por partida – movimentaram a 12ª rodada do Clausura, que terminou há pouco e não teve jogos neste domingo. Todavia, Vélez se manteve na liderança e mostra-se cada vez mais avassalador em campo. Schelotto e Palermo marcaram novamente, e Angel Cappa foi demitido. E só para constar: apenas San Lorenzo venceu como mandante.

Após desencantar na última rodada, Guillermo Barros Schelotto voltou a marcar, mas o Gimnasia y Esgrima, ainda assim, perdeu de virada para o frágil Newell’s Old Boys, que apesar da derrota segue na lanterna. Os Lobos apresentaram diversas falhas defensivas e falta de profundidade ofensiva, mas, além disso, o jogo em si foi muito fraco. O desempenho do árbitro gerou muitas reclamações da equipe platense, que aumentou a marca de partidas sem vencer, agora: seis, enquanto a Lepra rompeu a de sete jogos sem vencer. E depois de mais uma derrota, Angel Cappa foi demitido.

Tardou, mas, enfim, chegou a reação Cervecera. Na sexta, o Quilmes venceu o Banfield, por 4 a 3, após está perdendo por 3 a 2. A partida, que começou morna, foi ganhando em emoção, a partir das deficiências defensivas das duas equipes. E a figura de Miguel Caneo fez a diferença para o Quilmes, aliás, tem feito. Com o resultado a equipe de Caruso Lombardi, alcança quatro partidas sem perder, sendo três vitórias consecutivas.

A história se repetiu, mas, desta vez, ao contrário. Só para relembrar: Huracán, no último Apertura, havia ficado sem treinador e Brindisi comandou interinamente a equipe, ante San Lorenzo, e venceu por 3 a 0. Neste sábado, após a saída de Ramón Díaz, Miguel Tojo e Carlos Veglio comandaram interinamente o Ciclón na vitória por 3 a 0, contra o Globo. A partida que na primeira etapa ficou à quem das expectativas teve outro panorama após o pênalti infantil de Facundo Quiroga que foi expulso. Daí por diante só deu os Cuervos.

Millionarios comemoram o gol da vitória, ante Racing, no Cilindro.

Em meio a partidas atrativas e agitadas, All Boys e Argentinos Juniors promoveram um duelo equilibrado e sem grandes emoções. O zero a zero foi um justo placar pelo que foi o encontro. Com o resultado, o Albo somou um ponto na luta contra o descenso, enquanto que para o Bicho teve um gosto mais amargo, pois a vitória lhe proporcionaria a terceira posição.

No Cilindro de Avellaneda, Racing e River Plate fizeram uma partida muito equilibrada e cansaram de criar e desperdiçar gols. Ao menos cansou quem assistia. E numa cobrança de pênalti, Mariano Pavone marcou para os de Núñez, que souberam segurar o placar, mesmo após a expulsão de Juan Manuel Díaz nos acréscimos da primeira etapa, mas a Academia não conseguiu tirar proveito. Com o resultado, os Millionários se mantêm longe do descenso e fica na cola do líder. Enquanto, a Acadé continua oscilando pelo meio da tabela.

Arsenal foi à Mendonza, goleou o Godoy Cruz por 4 a 1 e interrompeu a sequência de sete jogos sem vitórias. O Viaducto foi superior ao Tomba durante todo o encontro e, no final, a placar pode parece exagerado, mas não injusto. Contudo, a derrota fez com que os mendocinos se distanciassem do líder e caísse uma posição.

Jogadores do Vélez festejam um dos quatro gols que marcaram no Estudiantes, no Ciudad de La Plata.

Já não há dúvidas de que o Vélez Sarsfield é atualmente a melhor equipe argentina, apesar dos tropeços. Se houver, não deveria. (Me desculpe a imposição) Neste sábado, mais uma vez apresentou um bom futebol e goleou o Estudiantes, no Estádio Único, e disparou na liderança do Clausura. O Pincha até ameaçou jogar, fez a pressão habitual dos donos da casa nos primeiros minutos, mas sucumbiu diante do Fortín. Durante a semana, ambas equipes terão partidas decisivas pela Copa Libertadores da América. No Clausura, os de Liniers segue líder isolado, enquanto, os platenses segue a cinco partidas sem vencer no torneio.

Após um domingo sem futebol, Olimpo e Tigre fizeram, em Bahía Blanca, uma partida movimentada. Os donos da casa, desde o início, foram para cima e logo aos seis minutos abriram o marcador e na tentativa de ampliar o placar começou a ceder espaços a equipe de Victoria que soube aproveitar e empatar por duas vezes o encontro. Com o resultado, os Aurinegros permaneceram na zona de Promoción, além de se manter na briga pelo título e vaga na Libertadores – e o Matador segue fora da zona de descenso.

O irregular Lanús foi à Santa Fé e bateu o Colón, que segue sem vencer em casa desde a primeira rodada. O Granate mostrou-se superior desde o início, mas só conseguiu marcar no inicio da segunda etapa, o que foi suficiente para sair vencedor e ficar a cinco pontos do líder.

Já o fechamento da rodada foi com “clássico” em La Bombonera. Boca Juniors e Independiente fizeram um duelo de tempos distintos e belos gols. Os Xeneizes foram superiores na primeira etapa e Palermo marcou um gol de letra, enquanto, o Rojo voltou do intervalo melhor, exigiu de Luchetti e chegou ao gol com um belo chute do jovem Lucas Villafañez.  O resultou foi influiu na classificação ou na tabela de promédio.

Curta 1. O eleito para assumir o cargo de Cappa, no Gimnasia y Esgrima, foi Hernán Darío Ortiz, ou Indio, como também é conhecido. Ariel Pereyra e Pablo Morant serão os auxiliares.

Confira aqui a tabela de descenso.

Resultados da rodada:

(18º) Gimnasia y Esgrima 1 x 2 Newell’s Old Boys (20º)
(8º) Banfield 3 x 4 Quilmes (17º)
(7º) San Lorenzo 3 x 0 Huracán (19º)
(16º) All Boys 0 x 0 Argentinos Juniors (6º)
(11º) Racing 0 x 1 River Plate (2º)
(3º) Godoy Cruz 1 x 4 Arsenal (15º)
(9º) Estudiantes 0 x 4 Vélez Sarsfield (1º)
(4º) Olimpo 2 x 2 Tigre (12º)
(10º) Colón 0 x 1 Lanús (5º)
(14º) Boca Juniors 1 x 1 Independiente (13º)

Veja os gols da rodada:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 29 de abril de 2011 Clausura | 13:57

Clausura, 12ª fecha

Compartilhe: Twitter

Encontro entre ameaçados, equipes que disputam a Libertadores, embate entre os grandes – não necessariamente clássicos – e um domingo vazio. Assim será a 12ª rodada do Clausura, que começa nesta sexta-feira.

Gimnasia y Esgrima, na zona de descenso direto, e Newell’s Old Boys, lanterna, abrem a rodada. Ambos possuem marcas negativas neste torneio e veem nesta a chances de modificar o histórico.

Já no sábado, o irregular Racing, com Teo Gutiérrez, recebe o River Plate, no Cilindro de Avellaneda, em busca de reabilitação no torneio, enquanto, os Millionários seguem na briga pela liderança. Ainda neste dia, Estudiantes e Vélez Sarsfield se enfrentam. Duelo digno de Libertadores.

E, após o domingo sem futebol, a rodada se encerra na segunda-feira com Boca Juniors e Independiente.

 
Sexta-feira (29)
17h Gimnasia y Esgrima x Newell’s Old Boys
20h10 Banfield x Quilmes

Sábado (30)
14h San Lorenzo x Huracán
14h All Boys x Argentinos Juniors
16h10 Racing x River Plate (Esporte Interativo)
18h20 Godoy Cruz x Arsenal
20h20 Estudiantes x Vélez Sarsfield (Esporte Interativo)

Segunda-feira (02)
16h Olimpo x Tigre
18h10 Colón x Lanús
20h20 Boca Juniors x Independiente (Esporte Interativo)

Ou acompanhem toda 12ª rodada por aqui.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

terça-feira, 26 de abril de 2011 Clausura | 00:05

Fecha 11: Resumo

Compartilhe: Twitter

Neste Clausura, não houve outra rodada tão surpreendente como a 11ª fecha. Não apenas pelas derrotas de Vélez para o Quilmes e River para Godoy Cruz, mas pelos gols de Martín Palermo, após 952 minutos (ou dez jogos e meio), e Guillermo Barros Schelotto, 14 anos depois de voltar ao GELP. Ramón Díaz renunciou ao cargo de técnico do San Lorenzo, após mais uma derrota. A rodada teve média de 2,6 gols por partida.

Após mais um resultado negativo, San Lorenzo ficou sem técnico. Díaz renunciou.

Na abertura da rodada, uma partida equilibradamente fraca. Estreando técnico – Javier Torrente -, mas com o mesmo futebol frágil que vem praticando durante a temporada, o lanterna Newell’s Old Boys perdeu para o Banfield, com um gol de cabeça do ex-NOB – o atacante paraguaio Jorge Achucarro, numa das poucas oportunidades do jogo. Assim os Leprosos seguem em último, enquanto o Taladro em

O Independiente já não vinha de bons resultados – desclassificação na Libertadores e derrota na Clássico -, porém conseguiu abrir uma vantagem de 2 a 0, ante All Boys, que tem subido de produção. À princípio uma reabilitação, o Rojo jogava bem, entretanto, não aproveitava as oportunidades. Por sua vez, o Albo sobre aproveitar as falhas adversárias e conseguiu empatar a peleja.

O Estudiantes já não consegue ser nem sombra da equipe que foi nas últimas temporadas. No sábado, recebeu o Colón e foi superior no início, criou oportunidades, mas não as aproveitou. Enquanto isso, o Sabalero, que havia apostado nos contraataques, foi ganhando força e crescendo na partida, com destaque para a defesa e o atacante Esteban Fuertes, que marcou um dos gols da vitória, por 2 a 0. Com o resultado, o Pincha segue a quatro partidas sem vencer.

Pode-se dizer que, Vélez Sarsfield e Quilmes antes do início era uma partida cheia de clichês, vide que um é o líder, apresenta o melhor futebol e está motivado. O outro, venceu apenas uma vez no torneio – no entanto, foi na última rodada o que gera confiança -, fadado ao descenso e apresentando um futebol não dos melhores. Talvez pelo excesso de partidas ou de confiança do líder, mas o que se viu foi um resultado surpreendente, de virada, os Cerveceros bateram o Fortín, 3 a 2. Esta foi a quarta partidas em nove dias da equipe de Liniers.

Com o resultado do Vélez, River Plate necessitava de uma vitória para voltar a liderança do Clausura e até começou vencendo o Godoy Cruz. Ou seja, o Monumental estava em festa, mas o convidado se tornou indesejado. O Tomba virou, 2 a 1, em campo e na tabela, roubando a posição Millionária. E com a queda, a equipe de Núñez volta a se preocupar com os promédios.

Apesar de o empate, ante Arsenal, não ser um resultado agradável ao Gimnasia y Esgrima, que agora soma cinco partidas sem vencer e segue na zona de descenso direto, o Lobo viu seu maior ídolo recente, Guillermo Barros Schelotto, marcar novamente pela equipe após 14 anos. Do outro lado, o Viaducto, que está a sete jogos sem vencer, segue em melhor condição, mas ainda assim tem de tomar cuidado com o promédio.

Com um gol polêmico e prematuro, Tigre vence o San Lorenzo e faz Ramón Díaz renunciar. A partida se dividiu entre momentos intensos e grandes lacunas de emoções, mas o resultado persistiu por toda partida. O Ciclón está a cinco partidas sem vencer, enquanto, o Matador, apesar da vitória, continua ameaçado de rebaixamento, mas permanece fora da zona de descenso.

A equipe xeneize em peso comemorou o fim da seca Palermista.

Não foi uma partida brilhante, mas ainda assim foi uma das melhores partidas do Boca Juniors neste ano. E a equipe xeneize derrotou o Huracán, por 3 a 0, no Parque dos Patricios. Entretanto, nem o futebol e nem o resultado superaram o feito de Martín Palermo, que voltou a marcar após dez partidas oficiais. O Globo permanece na zona de Promoción.

Após ser eliminado da Libertadores, Argentinos Juniors tinha a missão de superar o Racing para não perder o líder, Vélez Sarsfield, de vista. Animado pela vitória no derbi, a Academia, começou melhor e abriu cedo o marcador, porém o descontrole da equipe proporcionou ao Bicho a virada e, consequentemente, a vitória, apesar de não ter jogado mais do que o adversário para merecer isso. Bem ao seu molde. Com o resultado, o Tifón ficou a três pontos do Fortín, enquanto, a Acadé passeia pelo meio da tabela e sem norte.

No fechamento da rodada, o Olimpo conseguiu um empate aos 44 minutos do segundo tempo, ante Lanús, que jogava melhor e, diga-se, merecia o resultado positivo. Entretanto, o empate deixou os bahíenses na zona de Promoción. Já o Granate, apesar da boa equipe, não consegue embalar.

Confira aqui a tabela de descenso, após o fechamento da rodada.

Resultados da rodada:

(20º) Newell’s Old Boys 0 x 1 Banfield (6º)  
(13º) Independiente 2 x 2 All Boys (15º)  
(7º) Estudiantes 0 x 2 Colón (8º)  
(1º)  Vélez Sarsfield 2 x 3 Quilmes (19º)  
(3º)  River Plate 1 x 2 Godoy Cruz (2º)
(16º) Arsenal 1 x 1 Gimnasia y Esgrima (17º)  
(12º) Tigre 1 x 0 San Lorenzo (11º)  
(18º) Huracán 0 x 3 Boca Juniors (14º)  
(5º) Argentinos Juniors 2 x 1 Racing (10º)
(9º) Lanús 1 x 1 Olimpo (4º)

Gols da rodada:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 25 de abril de 2011 Clausura, Curiosidade | 14:03

Coisas de Palermo…

Compartilhe: Twitter

El optimista del gol. Alguém duvida?

Foi um gol simples daqueles que até uma criança faria. Logo, mais um entre tantos. Sem grande alarde. Seria, mas o autor conta muito para a grandeza do feito. E um tento de Martín Palermo por mais simplório que seja nunca será apenas mais um.

Já eram jogados 17 minutos do segundo tempo, faltavam apenas 38 minutos para mais um recorde. Anteriormente, algumas chances haviam sido desperdiçadas ora nas mãos de Monzón, goleiro do Huracán, ora no travessão. E apesar das diversas tentativas, o epílogo estava fadado a ser igual ao das últimas dez partidas (oficiais).

Dono de uma técnica excêntrica, digamos assim, ele pode não ser o jogador dos sonhos de muitos treinadores, mas poucos técnicos ousam negá-lo. Torcedores o veneram. Ele é incomum, místico e mítico, e ainda em atividade. Quiçá por pouco tempo, vide que já anunciou o fim da carreira. Indubitavelmente, deixará saudades.

Este foi o gol número 301 da carreira. E como já foi dito, o recorde não foi batido. Todavia, ele chegou a marca de 222 em partidas da AFA, tornando-se o sexto maior goleador do campeonato argentino na era do profissionalismo, a quatro tentos do quinto – Jose Sanfilippo. Mais uma marca histórica.

Enfim, Martín perde gols como muitos e os faz como nenhum outro. Fato. Nem mesmo o hiato de 952 minutos deteve seu otimismo. Aquele que sabiamente o Virrey enxergou e o adjetivou. Talvez por isso resolveu contrariar as expectativas e, como sempre, surpreendeu, com a gana que lhe é peculiar. Coisas de mito, ou simplesmente Palermo.

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  6. 6
  7. Última