Publicidade

Arquivo da Categoria All Boys

quarta-feira, 9 de março de 2011 All Boys, Curiosidade, Imagem | 13:02

Pelada contra a injustiça

Compartilhe: Twitter

Assim a atriz pornô Milena Hot irá protestar contra as más arbitragens, especificamente, contra o All Boys na terça-feira (15) na próxima reunião da Comissão Diretiva da AFA, em Buenos Aires.

Milena, 31 anos, é torcedora fanática do Albo e acredita que o meia Hugo Barrientos tem sido injustiçado pela lesão de Gio Moreno, do Racing. O jogador e sua família chegou a receber ameaças de morte. Além disso, considera que após o fato as arbitragens tem sido tendenciosa contra sua equipe.

Caso ocorra, não será a primeira vez que a atriz ficará nua em público. Ela já fez anteriormente um protesto no Obelisco contra a pedofilia e a corrupção de menores, e outro para cumprir uma promessa, quando o time subiu de divisão.

Enfim, Milena – e seu sugestivo Hot – quer moralizar o futebol. E fazer com que os árbitros parem de prejudicar seu clube, mas poderá fazer com que ele seja cada vez mais prejudicado se isso acarretar em mais protestos como esse.

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 27 de fevereiro de 2011 All Boys, Boca Juniors, Clausura | 00:06

Quando a ausência se fez presente…

Compartilhe: Twitter

Na partida que a figura principal foi a ausência, Boca Juniors e All Boys empatam em zero a zero, na Bombonera lotada. E os Boquenses seguem devendo em casa – uma goleada contra e um empate insosso -, neste Clausura.

Cartaz: Devolvam-me Román (Riquelme)!! Força gênio!! Boca é tua casa.

É complicado para uma equipe ser tão dependente de um jogador. Mas assim é o Boca Juniors de Riquelme. Isso, mesmo. Quase um sobrenome. O que sobrou de luta e esforço faltou de idéias e criatividade. Nem mesmo Ariel Ortega e Martín Palermo, dois ídolos, fizeram-se presentes.

O All Boys  teve as primeiras ações na partida. E apenas na segunda metade da primeira etapa a equipe da casa resolveu aparecer e deu trabalho ao irmão de Esteban, o goleiro Nicolás Cambiasso. Entretanto, não teve volume de jogo. Aos 41, em meio a uma confusão na área do Albo, Vella tirou uma bola em cima da linha e na sequência o arqueiro fez seu papel. Quatro minutos depois, num lance discutível Colazo marcou o gol, que foi anulado. Pois o árbitro marcou falta no arqueiro.

Bandeira: Román: obrigado por tanto e perdão por tão pouco.

Na etapa complementar, Nicolás Colazo mostrou-se muito ativo. Mas a equipe continuava não criando. E não jogando. A equipe de Floresta jogava à base dos contragolpes, mas os Xeneizes não era ofensivo, não dava espaços, apostava em ligações diretas e a partida ficou travada. O 4-4-2 que Julio César Falcioni tanto prezara não funcionava.

O All Boys entrou em campo no 4-5-1, porém no segundo tempo, Ortega saiu para entrada de Perea e Fabbiani entrou no lugar de Grazzini. Com estas substituições José Santos Romero desorganizou taticamente sua equipe, que havia entrado em campo com um atacante e colocou o segundo em detrimento de um meia. Ou seja, não criava. Apostava em surpreender Javi García, que pouco trabalho (ou nenhum) teve.

Do outro lado, em lances esporádicos e sem brilho o Boca forçava, dava trabalho a Cambiasso. Aos 39 minutos, Juan Pablo Rodríguez foi expulso. Mas a partida já estava fadada ao triste zero a zero.

Ao final, ecoava nas tribunas da Bombonera o nome de Riquelme. Não apenas os torcedores sentiram sua falta, mas a própria equipe. Logo, ficou clara a ausência de um ídolo, de Juan Román Riquelme, da criatividade e do futebol. Fica para a próxima, então.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,