Publicidade

quinta-feira, 1 de março de 2012 Lionel Messi, Seleção | 00:41

3x Messi

Compartilhe: Twitter

Um dia ele ainda vai jogar futebol igual ao Neymar

Nem a vitória, nem o triplete de Lionel Messi podem esconder a mais uma má atuação da Argentina na vitória por 3 a 1 ante Suíça, em Berna. Embora, ambos, sejam motivos suficientes para comemoração. Afinal, se vencer já não está fácil, com três gols de Messi, então!?

Leia também: Messi brilha e Argentina vence a Suíça em amistoso

A Albiceleste continua mostrando mesmo ritmo deficiente, diga-se: pressiona, administra e é pressionada. Contudo, a sempre criticada defesa não é a maior responsável pelas mazelas. E mais, acredito que não falta muito para chegar Alejandro Sabella encontrar a ideal, vide as poucas opções (,mas o que Garay faz para ser convocado?). Campagnaro foi regular, em sua estreia.

O meio de campo peca por ainda deixar alguns espaços, mas faz boa movimentação. A falta de ritmo e entrosamento ainda é a principal inimiga da equipe. No ataque, apesar dos três gols de Messi, a atuação de Agüero foi mais incisiva, com participação em dois gols, e movimentou-se melhor, diria. Aprovo a dupla.

Em tempo, Lio pôde mostrar que ele não é só decisivo no Barcelona, ou pode-se dizer que ele fez como o “Messi do Barça”, tanto faz. Isso é o que menos importa agora que ele marcou o primeiro triplete com a camisa da Albiceleste. Ainda não é magnífico Neymar, mas um dia ele chega lá…

Autor: Tags: , , , , , , , ,

7 comentários | Comentar

  1. 27 Raulinson José 05/03/2012 0:01

    Caro Marcelo,O que mais me preocupa no atual treinador é o fato de ainda não entendermos o que procura transmitir como ideia de jogo.
    O sabella usou um zagueiro como lateral direito,o que é inadmissível porque ,mal ou bem,ainda temos Pilud e Zabaleta,se preciso for.
    Tínhamos um lateral esquerdo no elenco,mas ele fez vistas grossas assim como fez com o Lamela,que deveria ter sido usado no meio campo,já que Salvio era um velho conhecido.
    Braña até pode ser um bom pai ou um bom filho,mas está longe de ser um volante de seleção,ainda mais quando olhamos assustados para a Espanha e Alemanha cheias de jogadores bem diferentes desse limitado camisa 5.
    Mascherano é um volante comuníssimo e Guardiola o fez entender isso quando passou a usá-lo, sabiamente, como zagueiro,deixando para Tiago,Fábregas,Busquetes e outros fazerem o jogo fluir com qualidade.
    Não podemos cercar Messi com jogadores de um nível tão baixo como temos feito e esperar que ele resolva porque não funcionará e deixar para colocar Pastore aos 40 minutos é zombar da nossa capacidade de interpretar o futebol e desrespeitá-lo.
    Não há nem um jogador argentino de meio campo com a qualidade do Pastore atualmente,é ridículo delegarmos a Sosa uma função que ele jamais cumprirá.
    O equilíbrio entre os setores é mais sólido quando temos jogadores com características específicas para cada um,isso não causa prejuízo,mas aumenta o rendimento de todo time.
    Quando vi o baile que a Espanha deu na Venezuela,pude perceber que o futebol sul-americano ainda não nos serve de parâmetro e que a nossa derrota para a ridícula Venezuela não se deu devido ao calor, mas a falta de qualidade técnica dos homens escolhidos para iniciar a partida e o posicionamento equivocado de alguns jogadores em campo,fruto do baile tático que o Sabella levou.
    Aguero e Messi são fenomenais,mas não farão milagre porque a Suíça ainda não serve como parâmetro,mas como adversário para manter treinador no cargo,assim como faz o Brasil com o Mano Menezes.

    Um grande abraço,Marcelo.

    • Marcelo Montanini 05/03/2012 11:41

      Raul, não quero defender Sabella, até porque concordo que ele está devendo. Mas para nós é fácil criticá-lo.
      Há uma coisa que é um vício, porém, cultural dos argentinos: não usar laterais de ofício, mas sim zagueiros improvisados. Tanto que a produção de laterais no País é escassa.
      Quanto a posição de Masch é irônico, mas apesar de ser comum, ele é volante. E para ser convocado para o papel de zagueiro não basta só vontade, mas sim de uma adaptação total para a função, pois se ele o faz, você pode elogiar, mas há diversos criticos para malhá-lo, afinal, não é a posição de origem.
      Pastore é um ótimo jogador e merece mais atenção do que lhe é dada, mas Sabella só o fará creio, quando organizar o setor mais deficiente, o defensivo. Vejamos: se ele usa quatro volantes, não consigo pensar de forma diferente, ele não acredita muito nas peças que tem.
      Enfim, não vejo no futebol argentinos muitos técninos em condição de assumir o posto.
      Abraço.

  2. 26 Raulinson José 02/03/2012 17:11

    Caro Marcelo,comemorei muito a nossa vitória tão bonita,tão imposta por esse gênio do futebol, que parece não ter limites.

    Não gostei do Hugo Campagnaro porque ele não é lateral,não possui segurança nas subidas e não chega com qualidade ao ataque,além de não me passar tanta segurança defensiva.

    Garay foi bem, a meu ver, poderia ter evitado o gol se tivesse cortado o cruzamento, mas toda a nossa defesa assistiu à jogada e recuou desnecessariamente para dentro do gol,isso é inadmissível para jogadores de seleção.

    Zabaleta deveria ter atuado como lateral direito e Monzón ter sido testado, por ser lateral esquerdo de ofício.

    Perdemos muito a posse de bola no meio,com os dois volantes Mascherano e Braña, que se esconderam do jogo o tempo todo e não conseguem manter-nos com a posse de bola no campo adversário. também sabemos que ambos não têm qualidade para isso.

    Maxi e Sosa abertos não é uma boa ideia, visto que não tínhamos laterais nas suas verdadeiras posições e que os dois não tem a qualidade de darem dinâmica ao jogo.Gostei dos dois,mas acho que deveriam ser parte de um quadrado com Gago e Lamela, tendo Lamela a função de chegar mais próximo a Messi e Kun.

    Dependíamos da genialidade de Messsi e Aguero o tempo todo e ficávamos correndo atrás da bola enquanto a Suíça virava o jogo e ditava o ritmo.

    Precisávamos de alguém como Pastore,Montillo,Conca,mas ele optou por 4 volantes mais uma vez.

    Acho que o Sabella está achando que pode derrotar Alemanha,Espanha ou Holanda com seus pupilos do Estudiantes e que também entende muito pouco do que seja o bom futebol,mas acho que o “nosso” conformismo é maior que todas as falhas da seleção e do treinador e vai nos custar caro demais.

    Espero que cobrem tanto quanto cobraram do Batista e mais do que cobraram do incoerente Maradona.

    Não temos um treinador, mas um imitador de passarella,agora migrando para um desconexo 4-4-2.

    Um abraço.
    Parabéns pela autenticidade de criticar o que precisa de reparos urgentemente.

    • Marcelo Montanini 03/03/2012 21:07

      Raul,
      ainda falta muito para a Argentina encontrar um bom futebol e, sobretudo, uma equipe redonda. Acho que Sabella é o técnico ideal para a Seleção neste momento, porém creio que lhe falta uma chacoalhada, um choque de realidade, enfim, algo que o acorde para o que tem em mãos e o que pode produzir. Às vezes, acho que ele tem mais medo de perder do que vontade de ganhar. A Albiceleste hoje é um apanhado de bons e até ótimos jogadores e só. Falta que estes jogadores tornem-se uma equipe. Contudo, criticas sempre vão existir, afinal, todos nós acreditamos que somos técnicos. Futebol é isso. E se por um lado acho que temos bons nomes, vale observar que temos também diversas posições carentes. Mas quando vejo a seleção brasileira sendo convocada e atuando, fico triste por um lado, mas fico feliz pela Argentina. Abraço.

  3. 25 Gustavo Couceiro 02/03/2012 16:49

    Marcelo, concordo contigo, porém devo dizer que apesar de não merecer a convocatória o Garay fez uma boa partida contra a Suiça.

    • Marcelo Montanini 03/03/2012 21:09

      Guga, concordo que ele fez uma boa partida, mas, convenhamos, o sistema da seleção argentina é nivelado por baixo.
      Pode parecer birra, e até pode ser mesmo, mas Garay não tem condições de ser convocado com a frequência que ele é.
      Abraço.

  4. 24 Matias L C 02/03/2012 2:24

    Eu acho que ainda falta muito muito para o MESSI chegar aos pés do Neymascara !!!!!! Brinks

    Mas falando sério . Tomara que a Argentina ganhe a copa no Bra$il com o MESSI dando show , para calar a boca de muitos que acham que futebol é só a seleção Bra$ileira que joga !!!!!!!!!!!!!!

    Parabéns pela matéria Marcelo e Abraço !!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Marcelo Montanini 03/03/2012 21:16

      Matias, não me iludo com esta ideia de calar a boca dos criticos. O problema é usar a boca sem usar o cérebro antes.
      Se até então muitos continuam julgando Messi pouco pelo que já fez, não creio que algo vai mudar. Se o embasamento for numérico, Messi é extraterrestre. Se for técnico, nem se fala então. Ainda assim, se for a personalidade, não há o que comentar. Contudo, querem colocar Neymar como alguém além, isso é uma afronta a sabedoria alheia. Pior é que muitos compram.
      Quiça o tempo mostre algo.
      Abraço.

  5. 23 Roberto Junior 01/03/2012 10:22

    Marcelo, essa Argentina, tecnicamente, não é pior que a de Brown, Ruggeri, Valdano, Burrochaga e outros menos votados. O que quero dizer é que se os demais sustentarem a questão da raça é só deixar Messi, no ápice da maturidade futebolística daqui a dois anos, decidir, feito fez Maradona em 86.

    Abs.

    • Marcelo Montanini 03/03/2012 21:21

      Roberto,
      também não acho. Porém há problema, ou deficiências, pontuais. Estas prejudicam o funcionamento da equipe, mas não é nada que não possa ser resolvido.
      Talvez se Sabella apostasse em Messi e mais dois jogadores maduros tecnicamente e nos demais de pião, por assim dizer, as coisas funcionassem melhor, do que apostar em diversas estrelas que não brilham. Creio que Agüero seria um deles. Talvez o outro tivesse que ser defensivo, para dar um equilibrio. Enfim, são apenas projeções.
      Abraço.

  6. 22 Vinícius 01/03/2012 9:58

    Essa babação toda em cima do Neymar é ridícula. Ele já é melhor do que o Messi na cabeça dos brasileiros.

    Na real, não é e nunca será. Messi pode fazer o que quiser de agora em diante, já mostrou que jogou mais do que o Maradona, só os argentinos, sedentos por uma copa, não admitem.

    Acho que a Argentina tem chances de ganhar a copa no brasil, se Aguero e Messi, com Di Maria por perto, decidirem jogar pelo país, e não pelas suas individualidades.

    • Marcelo Montanini 03/03/2012 21:25

      Vinícius,
      se ele será não sei, mas, assim como você, não acredito que seja. Para perceber isso as pessoas não precisam entender muito de futebol, só precisam entender a mídia. É complicado ter isso jogado goela a baixo diariamente sem ao menos tempo para digerir.
      Talvez esta ideia de uma Copa ainda pese muito, mas o tempo mostrará muita coisa a eles. Contudo, acredito que o problema dos argentinos com Messi é maior do que esse, é de identificação, mesmo. Mas Lio já demonstrou que é maior do que esse entrave.
      Abraço.

  7. 21 Felipe Saturnino 01/03/2012 0:47

    http://opitacoboleiristico.wordpress.com/2012/03/01/dique/

    Marcelo, dá uma olhada neste posto sobre o Messi.

    Abraço!

    • Marcelo Montanini 03/03/2012 21:32

      Felipe,
      boas observações. E de fato ele não precisa justificar nada, apesar de quase sempre o fazer.
      Abraço.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.